Clique e assine com 88% de desconto

â€Foi uma confusão humilhanteâ€, diz dono de empresa de segurança

Por Da Redação - Atualizado em 19 jul 2016, 13h26 - Publicado em 17 jul 2012, 10h08

Nick Buckles, dono da G4S, empresa responsável pela segurança dos Jogos Olímpicos de Londres-2012, afirmou nesta terça, em interrogatório feito por membros do governo britânico no Palácio de Westminster, que o rombo de 3.500 pessoas no contingente convocado para promovê-la foi uma ‘confusão humilhante’ causada pela compania.

Descoberta a menos de duas semanas do início dos Jogos, a diferença no número de seguranças dos Jogos causou certo temor nos habitantes e turistas de Londres, frequentemente ameaçada por terroristas justamente por sediar o evento. O fato levou o governo britânico a convocar 4 mil soldados para completar o escasso contigente.

‘Minha prioridade é claramente assegurar que delegaremos o máximo de pessoas que conseguirmos. É a prioridade número um’, afirma Buckles. ‘Sinto que sou a pessoa certa no momento para fazer isto acontecer, além de assegurar que a compania saia dessa situação com o futuro intacto’, completa.

‘O meu futuro está em jogo, por isso acredito que eu seja a melhor pessoa para lidar com esse problema’, confessa, antes de responder a David Winnick, membro do parlamento britânico, que questionava se o erro foi humilhante para sua empresa. ‘Eu não posso discordar de você. Foi uma confusão humilhante’, finaliza.

Publicidade

O direito de realizar a segurança dos Jogos Olímpicos deveria render 300 milhões de libras (aproximadamente R$ 950 milhões) à G4S, caso esta cumprisse a promessa de fornecer 10 mil homens para realizá-la. Com a falha, Buckles garantiu que reembolsará os gastos gerados prla falta de 3.500 homes em seu contingente.

Publicidade