Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

â€Desgastadoâ€, Vasco comemora período sem jogos no Brasileirão

O Vasco chegou à decisão da Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca, e à final da Taça Rio, o segundo turno do Estadual. Na Copa Libertadores da América, enfrentou viagens desgastantes e acabou eliminado nas quartas de final, diante do Corinthians. Agora, fez dois jogos cansativos pelo Campeonato Brasileiro, aonde soma seis pontos, dividindo a liderança com Botafogo e Atlético-MG. A sequência de confrontos decisivos nesta temporada fez a rotina do clube se tornar uma verdadeira maratona de jogos complicados. No fim, várias lesões e um grupo desgastado fisicamente. Justamente por isso que todos em São Januário receberam com alegria o recesso no Brasileirão.

Por conta da série de amistosos internacionais que a Seleção Brasileira vem disputando no exterior, o Vasco só voltará a jogar pelo Brasileirão no dia 6 de junho, a quarta-feira da próxima semana, quando recebe o Náutico, às 20h30 (de Brasília), em São Januário, no Rio de Janeiro (RJ), pela terceira rodada. Até lá, a comissão técnica espera poder trabalhar vários aspectos com o plantel e recuperar atletas lesionados.

‘Nós realmente estávamos vindo de uma maratona desgastante de jogos e qualquer oportunidade para treinar e recuperar os jogadores é importante. Nós sabemos que o Campeonato Brasileiro é uma competição longa e desgastante e o que está por vir não é fácil. Portanto, qualquer pausa neste momento, quando estamos vindo de partidas decisivas, acaba sendo importante’, disse o técnico Cristóvão Borges, que tem opinião parecida com a do artilheiro Alecsandro.

‘O Vasco jogou uma Libertadores que foi muito disputada e aonde lutamos até o fim por uma classificação, que não veio. Brigamos também com o máximo de nossa força no Campeonato Carioca e começamos o Campeonato Brasileiro no melhor ritmo possível. É natural que esse cenário cause estragos no elenco por conta do desgaste físico. Ter alguns dias para poder descansar e treinar para o restante da temporada é algo que fará com que todos no Vasco possam melhorar o desempenho’, afirmou o jogador, autor do golaço de bicicleta que deu a vitória por 1 a 0 sobre a Portuguesa.

Um exemplo do que a maratona de jogos vem causando foi o fato de Juninho Pernambucano ter pedido para deixar a concentração na véspera do jogo contra a Lusa, retornando ao Rio de Janeiro. O jogador alegou um forte cansaço e a comissão técnica aceitou, com medo de o veterano apoiador, de 37 anos, ter uma lesão mais grave caso atuasse contra os paulistas.

‘Os garotos que estavam correndo muito reclamaram do desgaste contra o Corinthians. É natural que o Juninho, com 37 anos, sentisse mais ainda. Será importante ele descansar neste período’, disse Cristóvão.

Nestes dez dias que o Vasco terá que se preparar para a partida contra o Náutico, o departamento médico vai trabalhar para recuperar alguns jogadores, como os zagueiros Dedé, sofrendo com um edema ósseo na panturrilha, e Rodolfo, com dores na coxa, e o volante Eduardo Costa, sofrendo com uma fisgada no mesmo local. Todos já deverão estar à disposição diante dos pernambucanos.

Para dar descanso ao grupo, Cristóvão concedeu três dias de folga ao plantel. Assim, os jogadores só se reapresentarão na próxima quarta-feira, quando está previsto trabalho em tempo integral.

Fora de campo o Vasco vai aproveitar o período sem jogos para tentar colocar em dia o pagamento dos salários dos jogadores. O clube tenta resolver pendência em relação ao patrocinador master. O clube também luta para se reforçar, atendendo aos pedidos feitos pelo treinador. Uma prioridade é repor a perda do apoiador Allan, que se despediu do time após a vitória sobre a Portuguesa e vai defender a Udinese, da Itália. O jogador viaja ainda nesta semana para o país, a fim de resolver alguns imbróglios.