Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Advogado: Teixeira está no Brasil e desconhece investigação

Pela manhã, ex-presidente do Barcelona Sandro Rosell foi preso na Espanha, acusado de desviar 15 milhões de euros a conta secreta do cartola brasileiro

O ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) Ricardo Teixeira, envolvido na “Operação Jules Rimet” realizada na Espanha que levou à prisão do ex-presidente do BarcelonaSandro Rosell nesta terça-feira, não tem conhecimento do caso, segundo seu advogado, Michel Assef Filho.

Jornais espanhóis chegaram a noticiar que Teixeira estaria preso, mas, segundo Assef Filho, o ex-dirigente está livre, no Brasil, sem informação de qualquer ordem internacional de captura. “Teixeira não sabia que era alvo de uma investigação na Espanha. Estamos tentando obter uma informação oficial sobre o assunto, porque tudo o que sabemos até agora é o que foi publicado na imprensa.”

Pela manhã, Sandro Rosell foi preso em uma operação conjunta da Polícia Nacional e da Guarda Civil espanholas contra a lavagem de dinheiro. O ex-diretor da Nike no Brasil é acusado de desviar 15 milhões de euros (55,3 milhões de reais) em valores relacionados a direitos de imagem da CBF.

Segundo apontam os investigadores, o montante teria sido enviado a Ricardo Teixeira e ocultado em contas secretas em Andorra. Na ação, a mulher de Rosell também foi presa, além de mais outras três pessoas, também acusados de envolvimento com a fraude milionária.

(com agência EFE)