Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Adriano é reprovado pela torcida do Corinthians

Pesquisa do clube em redes sociais mostra que mais de 35% dos torcedores não aprovam o jogador

O Corinthians tem até a noite da próxima segunda-feira para enviar à Conmebol sua lista de inscritos na primeira fase da Copa Libertadores. A maior dúvida é o atacante Adriano, que briga contra a desconfiança da torcida e corre contra o tempo para entrar em forma e convencer o técnico Tite a utilizá-lo. O Corinthians está monitorando as reações da torcida nas redes sociais e o primeiro parecer aponta que apenas 12,71% dos internautas fazem comentários positivos sobre Adriano, enquanto 35,17% não aprovam o jogador.

Leia também:

Adriano está livre da polícia, não do torcedor

Faltando uma semana para a divulgação dos 25 escolhidos para a Libertadores, Adriano mantém a rotina de trabalhar entre os reservas. Nesta segunda, sob muito calor, o centroavante fez exercícios físicos e a atividade técnica que só contou com atletas que não enfrentaram, ou jogaram pouco, no empate por 1 a 1 contra o Bragantino. Na primeira parte do treino, Adriano mostrou que não está em plenas condições físicas. Em duplas, os jogadores precisavam dar voltas ao redor do gramado, variando a velocidade. Sempre que o ritmo aumentava, Adriano ficava alguns metros atrás do parceiro Alex, enquanto nas outras duplas todos terminavam juntos.

O técnico Tite não relacionou o jogador para nenhuma partida do Campeonato Paulista e tem se esquivado do assunto. “O Adriano está em um processo de recondicionamento e faz todos os trabalhos que podem ser feitos, técnicos e táticos. Quando chegar mais perto da entrega da lista, vamos conversar.”

Com baixo desempenho nos testes – foi muito mal no jogo-treino contra o time sub-23 do Flamengo de Guarulhos, semana passada -, Adriano vê sua situação se complicar e a concorrência aumentar. O Corinthians tem outros sete atacantes: Bill, Elton, Gilsinho, Liedson, Emerson, Willian e Jorge Henrique. Tite não revela quantos atacantes pretende inscrever.

(Com agência Gazeta Press)