Clique e assine a partir de 9,90/mês

Adilson tem nova chance de convencer no São Paulo

Por Da Redação - 31 jul 2011, 08h00

Por Bruno Deiro

São Paulo – Apesar dos sustos, a boa vitória sobre o Coritiba (4 a 3) deu a Adilson Batista uma nova chance de conquistar a torcida contra o Vasco, neste domingo, às 16 horas, no Morumbi. O técnico, que estreou sob vaias, tem o desafio de fazer o time mostrar, em casa, o bom futebol que exibe como visitante.

O empate por 2 a 2 com o Atlético Goianiense, no último jogo diante da torcida são-paulina, aumentou a desconfiança em relação ao treinador, que vem de passagens fracassadas por Corinthians, Santos e Atlético Paranaense. Para Adilson, o único jeito de mudar esta imagem é com bons resultados. “Não sou bom de discurso, meu negócio é trabalho. Era para a gente ter vencido o Atlético, pois atacamos mais e fizemos bom jogo em Curitiba. Aos poucos, a gente vai conseguindo mostrar nosso trabalho”, disse.

Na capital paranaense, o São Paulo recuperou a autoconfiança com um primeiro tempo primoroso. Em boas jogadas coletivas, abriu 3 a 0 antes do intervalo e comprovou a força longe do Morumbi – venceu 5 dos 7 jogos como visitante neste Brasileirão. Além do bom retrospecto, as boas atuações fora de São Paulo é que chamam a atenção. Com intensa marcação e contra-ataques mortais puxados por Lucas e Dagoberto, o time já havia brilhado na casa do Internacional (3 a 0) e do Fluminense, atual campeão brasileiro (2 a 0).

Neste domingo, porém, é dia de o clube tricolor superar a dificuldade que mostra quando tem de tomar a iniciativa do jogo. A falta de objetividade e as chances desperdiçadas no Morumbi com frequência têm irritado a torcida, que vaiou o time contra Figueirense, Botafogo e Atlético Goianiense. “Espero um jogo difícil, mas temos de manter a mesma postura e sermos objetivos na hora de atacar”, observou o técnico.

Titular pela quinta vez consecutiva, Rivaldo deu inegável consistência à equipe e já ganha status de imprescindível. Quando cai de rendimento na etapa final, o time também perde fôlego e, quando é substituído, parece deixar um vazio difícil de preencher. Contra o Coritiba, Rivaldo deu lugar a Marlos aos 13 minutos do segundo tempo, quando o São Paulo ganhava por 4 a 0. Sem o veterano meia, o time perdeu posse de bola, levou três gols e passou por um sufoco inesperado.

Na caçada ao líder Corinthians, o São Paulo tem a chance de embalar de vez com uma vitória neste domingo. Após o Vasco, o time enfrenta cinco rivais da parte de baixo da tabela de classificação: Bahia, Avaí, Ceará, Atlético Paranaense e América-MG.

Continua após a publicidade
Publicidade