Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Acusado de receber propina, ex-árbitro é preso no Rio de Janeiro

O ex-árbitro Djalma Beltrami, que deixou o futebol em maio deste ano, foi preso nesta segunda-feira durante a operação Dezembro Negro, realizada pela Polícia Civil. Beltrami, que comanda o 7Batalhão da Polícia Militar em São Gonçalo, no Rio de Janeiro, é acusado de receber propina de traficantes do Morro da Coruja em troca da liberação do comércio de drogas no local. Além dele, outros 12 policiais militares e 11 traficantes foram detidos durante a manhã

Beltrami virou comandante do batalhão de São Gonçalo há três meses, após seu antecessor, Cláudio Luiz de Oliveira, ser detido acusado de envolvimento na morte da juíza Patrícia Acioli. Conhecida na luta contra criminosos da região, a magistrada foi executada com 21 tiros no último dia 11 de agosto.

O último jogo que Djalma Beltrami apitou profissionalmente foi a vitória por 3 a 1 do Madureira sobre o Boavista, no dia 1de maio, na decisão da Taça Carlos Alberto Torres. Durante sua carreira, o árbitro teve destaque no cenário nacional e figurou no quadro da Fifa entre 2006 e 2008.

O jogo mais marcante de sua carreira ocorreu em 26 de novembro de 2005. No duelo que ficou conhecido como a Batalha dos Aflitos, o Grêmio venceu o Náutico por 1 a 0 e subiu para a Série A do Campeonato Brasileiro. Durante a partida, o time gaúcho teve quatro jogadores expulsos, dois pênaltis contra a sua meta (ambos desperdiçados pelo Timbu) e conseguiu marcar um gol mesmo com sete atletas em campo, em jogada individual de Anderson, que hoje defende o Manchester United, da Inglaterra.