Clique e assine a partir de 9,90/mês

Acusado de racismo, Terry inicia julgamento alegando inocência

Por Da Redação - 9 jul 2012, 12h03

Capitão do Chelsea, o zagueiro John Terry iniciou nesta segunda-feira sua defesa no tribunal de Westminster, em Londres, sobre a acusação de racismo contra o zagueiro Anton Ferdinand – irmão de Rio Ferdinand, do United. No primeiro dia de julgamento, o defensor manteve sua posição de alegar inocência no caso, ocorrido no jogo entre os ‘Blues ‘e Queens Park Rangers, equipe de Anton, no dia 23 de outubro do ano passado.

A expectativa é de que o processo dure cinco dias. Caso seja considerado culpado, Terry pode sofrer, como pena máxima, uma multa de 2,5 mil de libras (quase R$ 8 mil). Na chegada ao local, o jogador não conversou com a imprensa, mas viu um pequeno número de torcedores desejando-lhe boa sorte. Ashley Cole e Mikel, também jogadores do Chelsea, estavam perto do incidente na partida, mas não serão usados como testemunhas.

Em dezembro do ano passado, a procuradoria de Londres decidiu iniciar um inquérito, analisando imagens do incidente. Com a temporada ainda em curso, foi decidido que o julgamento seria adiado apenas para após a realização da Eurocopa, garantindo, assim, o jogador na disputa no torneio de seleções.

A Federação Inglesa, porém, preferiu punir o jogador antecipadamente e tirou dele a faixa de capitão. O incidente irritou o então treinador Fabio Capello, que preferia esperar o final do julgamento para tomar uma posição. A divergência causou a saída do italiano, substituído depois do Roy Hodgson, ex-treinador do West Bromwich.

Continua após a publicidade

Com o novo comandante, Terry realmente não usou a tarja de capitão, mas foi convocado para jogar o torneio de seleções europeias. Por outro lado, titular do Manchester United, vice-campeão inglês, Rio Ferdinand não foi chamado. À época, questionado se aquela decisão tinha algo a ver com o julgamento que envolvia o jogador do Chelsea e o irmão de Rio, Hodgson disse que não, e era uma decisão ligada apenas a questões do futebol.

Publicidade