Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Acusado de corrupção, ex-vice da Fifa se entrega

Cartola se apresentou às autoridades em Trinidad e Tobago e pode ser extraditado

O ex-vice-presidente da Fifa Jack Warner se entregou à polícia de Trinidad e Tobago na quarta-feira, pouco depois de o Departamento de Justiça dos Estados Unidos solicitar ao país caribenho a prisão do dirigente, que também já foi presidente da Concacaf.

LEIA TAMBÉM:

Cartolas presos podem pegar até 20 anos de cadeia

Warner se apresentou em uma delegacia de polícia de Port of Spain, capital de Trinidad & Tobago, acompanhado de pelo menos um advogado. O ex-dirigente esportivo foi liberado após pagar fiança de 2,5 milhões de dólares e deve se reapresentar às autoridades no dia 12 de julho. O ex-cartola teve o seu passaporte apreendido e pode ser extraditado para os Estados Unidos.

Warner deixou o futebol em 2011, para evitar punições da Fifa em um escândalo de suborno durante a eleição presidencial da entidade naquele ano.

O ex-presidente da Concacaf foi uma das 14 pessoas indiciadas nos Estados Unidos por acusações de corrupção no futebol. Acusado de corrupção e suborno pelos americanos, Warner garantiu que não era culpado. “Não fui comunicado sobre o devido processo legal e nem sequer fui questionado sobre este assunto. Sou inocente de qualquer acusação”, disse.

(Com Estadão Conteúdo e Gazeta Press)