Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Abono salarial evita greve dos operários da Fonte Nova

Por Da Redação 8 set 2011, 19h59

Os operários que trabalham na construção da nova Fonte Nova desistiram das ameaças de greve feitas desde a semana passada. A decisão foi tomada nesta quinta-feira, após uma rodada de negociações que durou cerca de duas horas.

Os funcionários reivindicavam melhorias junto às construtoras OAS e Odebrecht, responsáveis pela obra. Nas conversas, eles aceitaram um abono salarial de R$ 180, que será pago em duas parcelas nos meses de outubro de 2011 e janeiro de 2012.

Agora, fica apenas um tema para discussão. O Sindicato dos Trabalhadores da Construção Pesada da Bahia (Sintepav) exigia aumento no valor da cesta básica em R$ 30, contudo a solicitação ainda não foi aceita.

Por fim, também foram resolvidas outras questões que traziam problemas: os funcionários reclamavam de desvio de funções e melhor qualidade da alimentação no horário de trabalho. No total, 980 pessoas trabalham na construção da nova Fonte Nova.

Continua após a publicidade
Publicidade