Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Abner Teixeira perde para cubano e fica com bronze no boxe

Como não há decisão de terceiro lugar na modalidade, brasileiro garantiu lugar no pódio após derrota por decisão dividida para Julio César La Cruz

Por Da Redação Atualizado em 3 ago 2021, 08h16 - Publicado em 3 ago 2021, 08h15

O brasileiro Abner Teixeira não conseguiu chegar à final, mas ficou com a honrosa medalha de bronze dos peso-pesados (até 91 quilos) do boxe nas Olimpíadas de Tóquio 2020. Na semifinal, disputada na manhã desta sexta-feira, o lutador paulista foi derrotado por decisão dividida da arbitragem para o cubano Julio Cesar La Cruz, tetracampeão mundial amador e medalha de ouro na Rio 2016 na categoria peso meio-pesado (até 81kg).

Como no boxe não há disputa de terceiro lugar, Abner terminou com a medalha de bronze, repetindo os feitos de Servílio de Oliveira, nos Jogos da Cidade do México-1968, e Adriana Araújo e Yamaguchi Falcão, em Londres-2012). O boxe do Brasil já tem mais duas medalhas garantidas em Tóquio, pois Hebert Conceição (até 75 quilos) e Bia Ferreira (60 quilos) também já estão garantidos nas semifinais.

  • La Cruz conectou mais golpes ao longo dos três rounds e venceu por decisão dividida de 4-1. Apesar da derrota, Abner, de 24 anos, se disse orgulhoso de sua participação. “Julio La Cruz é um cara que assisto há muito tempo, é campeão mundial desde 2011. Enfrentar ele foi muito legal, uma experiência incrível. Infelizmente acabei perdendo a luta, mas foi um sonho. (…) Gostei da parte física. Estava com gás, velocidade e força. Faltou um pouco de soltura, mas foi um detalhe. Vou voltar para a academia e corrigir isso.”,. afirmou Abner ao Comitê Olímpico do Brasil (COB).

    Continua após a publicidade
    Publicidade