Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Aberto da Austrália: Murray vence Ferrer e pegará Raonic nas semifinais

Outra semifinal será entre Djokjovic e Federer. Na chave feminina, britânica Johanna Konta vem fazendo história em sua estreia em Melbourne

O escocês Andy Murray está mais uma vez classificado às semifinais do Aberto da Austrália. Nesta quarta-feira, o número 2 do mundo avançou no primeiro Grand Slam da temporada ao bater o espanhol David Ferrer, oitavo colocado no ranking da ATP, por 3 sets a 1, com parciais de 6/3, 6/7 (5/7), 6/2 e 6/3, em 3 horas e 20 minutos.

Murray se classificou pela sexta vez nos últimos sete anos às semifinais do torneio em Melbourne e tentará chegar à sua quinta decisão – foi quatro vezes vice-campeão. A vitória desta quarta foi a 13ª de Murray em 19 duelos com Ferrer.

Leia também:

Bruno Soares vence nas duplas e avança à semifinal do Aberto da Austrália

Federer e Djokovic avançam e se enfrentam nas semifinais do Aberto da Austrália

De Chapolin a estampa de coqueiro: os figurinos mais ousados do Aberto da Austrália

Nas semifinais, o britânico terá pela frente o canadense Milos Raonic, que eliminou nesta manhã o francês Gael Monfils, também por 3 sets a 1, com parciais de 6/3, 3/6, 6/3 e 6/4. Raonic se tornou o primeiro canadense a avançar às semifinais do Aberto da Austrália e igualou sua melhor campanha em um Grand Slam, alcançada na edição de 2014 de Wimbledon.

A outra semifinal do Aberto da Austrália já estava definida e vai ser entre o suíço Roger Federer e o sérvio Novak Djokovic na manhã desta quinta-feira.

Mulheres – As semifinais da chave feminina também estão definidas. Nesta manhã, a alemã Angelique Kerber superou a bielorrussa Victoria Azarenka por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 7/5, em 1 hora e 45 minutos. Sua adversária será a britânica Johanna Konta, que passou pela surpresa chinesa Shuai Zhang, também em sets diretos, por 6/4 e 6/1, em 1 hora e 22 minutos.

Konta, 47ª do mundo, se tornou a primeira britânica a avançar às semifinais de um dos torneios do Grand Slam desde 1983, igualando Jo Durie na edição de 1983 do US Open. Nascida em Sydney, na Austráia, Konta viveu desde a sua infância na Grã-Bretanha e se naturalizou em 2012. A tenista de 24 anos nunca havia participado da chave principal do Aberto da Austrália e surpreendeu logo na primeira rodada ao superar a americana Venus Williams, dona de sete títulos de Grand Slam.

A outra semifinal foi definida na terça-feira e será entre a americana Serena Williams, seis vezes campeã em Melbourne e melhor tenista do mundo, e a polonesa Agnieszka Radwanska, nesta quinta-feira. A decisão da chave feminina do primeiro Grand Slam da temporada será no no sábado.

Johanna Konta comemora vitória no aberto da Austrália Johanna Konta comemora vitória no aberto da Austrália

Johanna Konta comemora vitória no aberto da Austrália (/)

(da redação)