Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Abel Braga prevê árdua recuperação do Fluminense após eliminação

O empate por 1 a 1 com o Boca Juniors, na última quarta-feira, segue como o principal assunto nas Laranjeiras. Eliminado da Copa Libertadores, o técnico Abel Braga projetou uma árdua recuperação do Fluminense no Campeonato Brasileiro e ressaltou as dificuldades que serão encontradas pelo seu time já na segunda rodada da competição.

O adversário deste fim de semana será o Figueirense, que vem embalado após uma vitória por 2 a 1 sobre o Náutico, em sua estreia no torneio. Sem poder contar com os seus principais jogadores, o técnico Abel Braga acredita que o Fluminense sofrerá muito para se recuperar emocionalmente e que as dificuldades impostas ao clube serão percebidas já na partida deste domingo.

‘O Figueirense é uma equipe que já começou vencendo, fez um Campeonato Brasileiro ano passado muito bom, lutou por uma vaga na Libertadores em várias rodadas. Claro que a equipe mudou bastante, mas vai ser complicado porque a gente vem de um resultado que abateu o grupo. Hoje estamos melhores do que ontem, mas não está na nossa normalidade’, declarou o treinador.

O comandante carioca ainda comentou sobre como a pressão da torcida carioca poderá complicar a tática armada para este fim de semana. O treinador espera que o técnico do Figueirense, Argel Fucks, coloque em campo um esquema disposto a segurar o ímpeto de seus jogadores, induzindo o Tricolor ao erro. Com esta postura, o torcedor ficaria impaciente e poderia vaiar a sua equipe já no primeiro tempo de jogo.

‘O Figueirense tem um time muito rápido na frente, um meio de campo muito experiente com o Ygor, o Túlio e o Toró. Conseguiram, como no ano passado, encontrar dois laterais muito fortes. Vai ser um jogo chato. O Argel vai dizer para segurar os 15 minutos para o nosso time não ganhar moral e quem sabe vir uma vaia, mas nós estamos preparados’, completou Abel Braga.

Para esta partida, o Fluminense deverá entrar em campo com uma série de modificações no time titular. O setor que sofrerá com mais mudanças será o ataque, que não poderá contar com Wellington Nem, a serviço da Seleção Brasileira, além de Deco, Fred e Rafael Sobis, lesionados. Entre o time que iniciará o confronto, o treinador chegou a testar Marcos Júnior e Samuel, mas não confirmou a disposição dos atletas em campo.