Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Abel Braga faz mistério sobre escalação do Fluminense para o clássico

O mistério pode ser considerado uma das principais armas do técnico do Fluminense, Abel Braga, na preparação para o clássico do próximo domingo, às 19h30 (de Brasília), diante do Vasco no Estádio do Engenhão, válido pela sexta rodada da Taça Guanabara.

Com apenas sete pontos conquistados, o Tricolor está fora da zona de classificação para as semifinais, em terceiro lugar no Grupo B. Portanto, vencer a partida deste domingo é fundamental para as pretensões da equipe na competição.

Nas atividades desta sexta-feira, enquanto a expectativa girava em torno da realização de um coletivo que pudesse dar sinais de qual equipe vai a campo, a atividade focou finalizações, uma clara evidência de que o treinador não está nada satisfeito com a pontaria da equipe.

Os laterais Carlinhos, Carleto e Bruno, além do volante Jean, do meia Souza e do atacante Matheus Carvalho, que podem ser usados nas alas, trabalharam cruzamentos, enquanto os apoiadores e atacantes tentavam a finalização. Rafael Moura foi o principal destaque, tendo o melhor aproveitamento.’Estou pensando na equipe para o clássico de domingo, vendo as melhores opções para entrarmos bem em campo. Mas tudo dentro do mais absoluto sigilo’ declarou o enigmático Abel Braga, deixando evidente que só vai divulgar a formação minutos antes de o Tricolor entrar em campo.

A tendência é de que Abel Braga mantenha a base que participou da vitória por 1 a 0 sobre o Arsenal de Sarandí, da Argentina, na noite de terça-feira, na estreia na Copa Libertadores da América. Porém, apesar do resultado positivo, o Tricolor esteve longe de empolgar seus jogadores, sendo dominado a maior parte do tempo.

Alguns atletas se mostraram bem abaixo do esperado e alguns deles podem acabar barrados, como Wagner, que ficou sumido a maior parte do confronto e foi no segundo tempo. O provável substituto de Wagner na equipe titular do Flu é o meia Thiago Neves.

Na zaga, outro setor que recebeu críticas, Abel Braga não deverá promover mudanças. Mesmo com Anderson demonstrando muita insegurança e Leandro Euzébio tendo sido advertido com o cartão vermelho por agredir um adversário, o treinador considera que os dois acabaram conseguindo cumprir aquilo que deles se esperava contra os argentinos.

‘O Anderson realmente sentiu um pouquinho o jogo, talvez pela ansiedade, o que é bem natural. Mas não podemos crucificá-lo. Temos que lembrar que a zaga conseguiu suportar bem toda a pressão que foi imposta pelo Arsenal durante a partida e não sofremos gols. São jogadores que contam com a minha inteira confiança’, afirmou o treinador.

Com essa dúvida no meio-campo, a provável equipe do Flu que entra em campo no clássico contra o Vasco é formada por: Diego Cavalieri, Bruno, Leandro Euzébio, Anderson e Carlinhos; Edinho, Diguinho, Deco e Wagner (Thiago Neves); Rafael Sóbis e Fred.

No sábado pela manhã, os jogadores realizam um trabalho recreativo e depois seguem para a concentração. O Tricolor passou todo o ano de 2011 sem conquistar vitórias em clássicos. A última conquista aconteceu no segundo turno do Campeonato Brasileiro de 2010, ano que o time se sagrou campeão, um 1 a 0, justamente contra os vascaínos.

Fora de campo, o Grupamento Especial de Policiamento nos Estádio (Gepe) comunicou que a rodada do Estadual, incluindo o clássico, acontecerá normalmente, apesar da greve da Polícia.