Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

A pouco mais de 2 meses dos Jogos, Grécia entrega tocha olímpica a Londres

Atenas, 17 mai (EFE).- Em uma modesta cerimônia atrapalhada pela chuva que caiu sobre Atenas nesta quinta-feira, o fogo sagrado de Olímpia foi entregue aos organizadores dos Jogos de Londres, cuja cerimônia de abertura está marcada para o dia 27 de julho.

Após uma semana percorrendo a Grécia, desde que a tocha foi acesa no último dia 10, a chama chegou nesta quinta à capital do país, subiu até a Acrópole e voltou a descer para que os últimos carregadores, o campeão olímpico de halterofilismo Pyrros Dimas (Grécia) e o ginasta chinês Li Ning, que acendeu a pira nos Jogos de Pequim-2008, a levassem até o Estádio Panathinaiko.

No local, que recebeu a primeira Olimpíada da era moderna, em 1896, a chama foi entregue à princesa Anne, do Reino Unido, representando os organizadores dos Jogos de Londres.

A cerimnia teve presenças ilustres, como o presidente da Grécia, Karolos Papoulias; o do Comitê Olímpico Grego, Spyros Kapralos; o do comitê organizador dos Jogos de Londres (Locog), Sebastian Coe; o prefeito de Londres, Boris Johnson; o ministro de Esportes britânico, Hugh Robertson; e o jogador de futebol inglês David Beckham, entre outros convidados.

Ao contrário do que aconteceu antes de Jogos anteriores, após percorrer a Grécia, a tocha passará apenas pelo país anfitrião do evento, o Reino Unido. Em 2008, ela atravessou meio mundo, em um trajeto no qual se deparou com várias organizações para chamar a atenção sobre a situação dos direitos humanos na China.

Desta vez, os principais protestos foram realizadas por ativistas gregos que se queixavam da entrega da chama olímpica a um país que nunca devolveu os mármores da Acrópole desde que foram tirados pelo britânico Lord Elgin no final do século XVIII.

A chama ‘dormirá’ nesta noite na Embaixada Britânica de Atenas e na sexta-feira será transportada em um avião especial até a base militar de Culdrose, em Cornualha.

A tocha viajará da Grécia para o Reino Unido em um recipiente desenvolvido especialmente para manter a chama acesa até que o avião que a transportará aterrisse.

Uma vez no Reino Unido, o fogo olímpico percorrerá o país durante 70 dias, a partir desta sexta até a cerimônia de abertura, no Estádio Olímpico de Stratford, em Londres.

Na base militar de Culdrose, centro de operações de diversos esquadrões de helicópteros militares, mil pessoas participarão em cerimônia de boas-vindas ao fogo olímpico.

O ministro da Defesa do Reino Unido, Philip Hammond, afirmou em comunicado que está ‘encantado’ com a chegada da tocha ao país através de uma base militar.

‘É uma oportunidade incrível para que as Forças Armadas se envolvam neste acontecimento irrepetível e se sintam orgulhosas disso durante muitos anos’, disse Hammond.

A tocha, um objeto de alumínio com pintura dourada de 80 centímetros de comprimento e 800 gramas de peso, conta com 8 mil pequenos buracos em sua superfície, que simbolizam o número de pessoas que se revezarão durante as 8 mil milhas (12.874 quilômetros) a serem percorridas até o Estádio Olímpico.

Os designers ingleses Edward Barber e Jay Osgerby projetaram uma tocha triangular para representar com cada um de seus ângulos os três Jogos Olímpicos sediados por Londres: 1908, 1948 e 2012. EFE