Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

A medalha de ouro mais certa

Astros da NBA atropelam a Sérvia e garantem mais uma medalha de ouro para o basquete dos Estados Unidos

Não havia medalha de ouro mais certa. Mesmo sem ter trazido para o Rio de Janeiro a sua força máxima, os Estados Unidos garantiram, na tarde deste domingo, o tricampeonato olímpico no basquete masculino. Aos que ainda imaginavam ver uma improvável surpresa, os astros da NBA atropelaram a Sérvia por 96 a 66 e deixaram a certeza de que, com a bola laranja, eles são praticamente imbatíveis.

Baixe a edição digital de VEJA com as imagens do dia 16

Sem as duas maiores estrelas da atualidade – Stephen Curry, do Golden State Warriors e Lebron James, do campeão Cleveland Cavaliers – coube a outro superastro, Kevin Durant (que está deixando o Oklahoma City Thunder para se juntar a Curry), o papel de protagonista desta seleção. E o homem que receberá um salário de mais de 86 milhões de reais na próxima temporada seu conta do recado. Na final de ontem foram mais 30 pontos.

Os americanos chegaram ao topo do pódio do basquete masculino pela 15a vez em 19 edições. Desde 2004, quando tropeçaram diante da Argentina e não fizeram sequer a final, a USA Basketball decidiu que usaria o que de melhor houvesse à disposição para jamais perder o ouro outra vez. E se o time de 2016 não deu o espetáculo do Dream Team de Barcelona-92, ganhou do mesmo jeito.