Clique e assine a partir de 8,90/mês

A 4 semanas da estreia, Maracanã agora tem uma cratera

Rompimento de tubulação abre um enorme buraco diante do estádio carioca

Por Da Redação - 5 Maio 2013, 12h57

A menos de dois meses do início da Copa das Confederações e a apenas quatro semanas de seu primeiro jogo oficial (amistoso entre Brasil e Inglaterra, em 2 de junho), o Maracanã ainda está longe de ser um cenário digno de receber um grande evento. Na madrugada deste domingo, um defeito em uma tubulação da Cedae, concessionária responsável pela distribuição de água no Rio de Janeiro, abriu uma cratera próxima ao estádio, que será um dos palcos do torneio, ensaio geral para o Mundial de 2014. Com o vazamento de água, as duas pistas da Avenida Radial Oeste, na Zona Norte da cidade, foram inundadas e tiveram de ser interditadas. Agentes da companhia de trânsito local foram à região para orientar os motoristas sobre as mudanças no trânsito.

Leia também:

Ainda incompleto, o Maracanã reabre com festa e protesto

Maracanã abre as portas ainda em obras. Como em 1950

No topo do Maracanã, tecnologia de um time internacional

Maracanã receberá torneio sem nenhum teste de verdade

Continua após a publicidade

O Maracanã da Copa de 1950 foi um colosso improvisado

De acordo com a Cedae, o reparo da tubulação deve ser concluído até o final da tarde deste domingo. A concessionária garantiu que o abastecimento na região não foi afetado e, por isso, descarta o risco de falta de água. O estouro da tubulação ocorreu no fim da madrugada, por volta das 5h30. Os carros que passavam no local foram surpreendidos pelo vazamento e precisaram voltar na contramão. O acidente deixou o trânsito lento nas proximidades do Maracanã. Os motoristas que seguem em direção ao centro da cidade estão sendo desviados para a Rua São Francisco Xavier, na altura da Mangueira. Quem segue no sentido Méier é desviado para o Viaduto Oduvaldo Cozzi.

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

Leia no Radar on-line, por Lauro Jardim:

Batido o martelo: o valor final da obra de reforma do novo Maracanã foi de 1.049 bilhão de reais. É esse o número que o governo do Rio de Janeiro fechou com o TCU, que inspeciona os gastos da reforma. Inicialmente, o orçamento era de 705 milhões de reais. Em 2011, o governo estadual informou ao TCU que a obra passara a 855 milhões de reais. Novamente, o orçamento estourou. O valor final já foi aprovado pelo TCU e será publicado no Diário Oficial nos próximos dias.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade