Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

007 acelera novo Range Rover Sport em Nova York

Em um show digno de uma megaprodução hollywoodiana, a Land Rover apresentou a nova geração do Range Rover Sport no Salão de Nova York. Num telão, uma sequência de perseguição que parecia de Skyfall, o último filme de James Bond, em que o ator britânico Daniel Craig aparecia acelerando forte um jipão no cais do porto de Nova York e seguia pisando fundo pelas ruas da cidade, até que as cenas passam a ser “ao vivo” – e mostram a chegada Craig no estande da Land Rover a bordo do modelo 2014. Craig teria recebido 1 milhão de dólares de cachê da Land Rover, e mais um Range Rover Sport novo em folha, por sua atuação-relâmpago.

Apontado pela fabricante como “o mais rápido, ágil e dinâmico Range Rover Sport já produzido”, o novo SUV chega às lojas da Europa e Estados Unidos em setembro – o desembarque no Brasil não foi confirmado, pelo menos, por enquanto. O novo Rover Sport chama a atenção não só pelo porte robusto, mas pelo desenho, intensamente influenciado pelo irmão menor Evoque.

Leia também:

Os supercarros de James Bond em 50 anos no cinema

Camaro aparece renovado em NY. E resgata a lendária versão Z28

Audi revela novo A3 Sedan. No Brasil, deve chegar só em 2014

Mercedes C 250 Turbo Sport chega por R$ 189.900

HB20 decepciona em crash test. EcoSport vai bem

Em comparação à geração anterior, o jipão ficou 6,2 centímetros mais comprido – soma 4,85 metros -, e a distância entre-eixos cresceu 17,8 cm, totalizando 2,92 m. Esta esticada permitiu abrigar a terceira fileira de bancos, ampliando a capacidade do SUV de cinco para sete ocupantes, algo inédito neste modelo. O Sport, no entanto, é 14,9 cm menor que o Range Rover convencional, com quem compartilha 25% das peças, sendo 45 kg mais leve. Mas um dos principais atributos do SUV não está à vista: alumínio no chassi e na carroceria do veículo. Esta técnica confere ao jipão uma redução significativa de peso, tanto das versões equipadas com motor a diesel V6 (menos 420 kg), quanto com o V8 (menos 280 kg), a gasolina.

Quer saber quanto vale seu carro? Consulte a tabela VEJA

As últimas informações sobre lançamentos, recall, test drives e mercado

A cabine tem novidades discretas. A posição de dirigir está levemente mais baixa e há novos padrões de acabamento. O espaço para os joelhos cresceu 24 milímetros. O quadro de instrumentos tradicional foi substituído por uma tela digital de 12,3 polegadas. No painel, outra tela menor, posicionada ao centro, pode exibir imagens distintas para motorista e passageiro, dependendo do ângulo de visão. O jipão também oferece ampla gama de itens de personalização, entre eles, 19 tonalidades externas, três diferentes cores para o teto e mais nove versões de rodas, de três tamanhos distintos.

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitte

A gama de motores conta com três blocos compartilhados com o Range Rover convencional. São eles, dois V6 3.0 litros, com 258 e 292 cv, e um V8 4.4 l, com 339 cv e 71,4 kgfm de torque, todos movidos a diesel. Haverá ainda um V6 3.0 l Supercharged, com 340 cv, e o mais poderoso deles, um V8 5.0 l Supercharged, com nada menos que 510 cv. Esta opção acelera de 0 (zero) a 100 km/h, em meros 5 segundos. Uma variante híbrida do Range Rover Sport, movida a diesel e eletricidade, deve ser lançada ainda neste ano.

Leia também:

Novo Porsche Cayman chega em abril, por até R$ 399.000

Novo Range Rover: preços entre 550.000 e 600.000 reais

Mercedes C 250 Turbo Sport chega por R$ 189.900

Todos os motores estão associados a um câmbio automático de oito marchas fornecido pela empresa alemã ZF. A direção é elétrica e há dois tipos de tração integral. Um deles traz embreagem multidisco com redução e que possibilita distribuição do torque igualmente para cada eixo (50/50), ou transferindo 100% da força para um deles. O outro é mais leve e possui apenas uma caixa de transferência com diferencial Torsen. Ela distribui o torque na proporção 42/58, podendo alterar a repartição para 62/58 ou 78/22, dependendo da situação. De acordo com a Land Rover, a versão topo de linha V8 5.0 Supercharged Autobiography tem preço sugerido de 81.550 libras, ou pouco mais de 250.000 reais.