Clique e assine a partir de 9,90/mês

‘WiFi Ralph’ usa internet para testar amizade de protagonistas

Em entrevista a VEJA, criadores do filme falam sobre a nova animação da Disney, seus personagens, evolução e a ironia com as princesas da casa

Por Raquel Carneiro - Atualizado em 3 jan 2019, 13h09 - Publicado em 3 jan 2019, 13h05

Um grandalhão que quer deixar a fama de mau e uma pequena princesa com sede por velocidade. Ralph e Vanellope von Schweetz são uma dupla no mínimo excêntrica, combinação que deu certo no filme de 2012 Detona Ralph, e retorna às salas com uma segunda aventura em WiFi Ralph.

Rich Moore e Phil Johnston, responsáveis pelo primeiro longa, agora levam os personagens de fliperama para o moderno ambiente da internet em um ambicioso roteiro que vasculha o funcionamento da web, com muitas cores e personificações de coisas como spams e algoritmos. Parece complicado, e é. Os próprios garantem a VEJA que muita pesquisa foi feita para que a explicação fosse plausível sem afetar a trama principal em torno da relação de Vanellope e Ralph. “A internet é o melhor lugar para testar uma amizade”, diz Johnston sobre um dos motivos da nova ambientação.

Em entrevista, a dupla, ao lado do brasileiro Renato dos Anjos, supervisor de animação, falaram ainda sobre a evolução da trama e como foi ironizar o universo da própria Disney, especialmente ao jogar luz sobre uma versão feminista das típicas princesas da casa. Confira:

Publicidade