Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Wagner Moura é nomeado embaixador da boa vontade

Ator irá participar de campanhas da Organização Internacional do Trabalho para a erradicação do trabalho escravo no mundo

O ator Wagner Moura foi nomeado embaixador da boa vontade pela OIT (Organização Internacional do Trabalho), braço da ONU (Organização das Nações Unidas). Ele irá atuar em campanhas para erradicar o trabalho escravo no mundo, segundo disse à revista americana The Hollywood Reporter nesta terça.

LEIA TAMBÉM:

Ator de ‘Game of Thrones’ fará série da Netflix com Wagner Moura

Wagner Moura fará remake de ‘Sete Homens e um Destino’

Trailer de ‘Narcos’, de José Padilha, tem clima de ‘Tropa de Elite’

Na entrevista, o brasileiro contou ter testemunhado casos de escravidão nas regiões rurais do Brasil: “Eu fiquei muito tocado ao ver como a pobreza forçava as pessoas a trabalhar em condições duras e de exploração”. Nos últimos dois anos, Moura colaborou com a OIT na luta contra o trabalho infantil.

À mesma publicação, José Manuel Salazar-Xirinachs, diretor regional da organização na América Latina e Caribe, falou sobre a parceria com o ator de Elysium (2013) e Tropa de Elite (2007). “Wagner Moura tem um histórico de se pronunciar contra o trabalho forçado, então, estamos felizes de ter seu apoio para aumentar a conscientização quanto ao problema”.

Moura fará parte da campanha “50 for freedom” (Cinquenta por liberdade, em português), que visa conseguir que mais nações assinem o protocolo Convenção do Trabalho Forçado, criado em 1930, cujo objetivo é erradicar os trabalhos compulsórios do mundo. “Precisamos de um novo instrumento internacional para lutar contra a escravidão moderna e os países têm que ratifica-lo o mais rápido possível”, disse Wagner Moura, que interpreta o traficante Pablo Escobar na série Narcos, da Netflix, com estreia marcada para 28 de agosto e direção do brasileiro José Padilha, o mesmo dos dois Tropa de Elite.