Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

‘Twerker’, o rebolado de Miley Cyrus, entra para dicionário Oxford

'E-cigarette' e 'webisode' também estão entre as 500 novas palavras aceitas pela instituição

Por Da Redação - 25 jun 2015, 10h06

O prestigiado dicionário britânico Oxford anunciou nesta quinta-feira que este ano adicionou 500 novas palavras, entre elas “twerker”, rebolado popularizado pela dança da cantora Miley Cyrus, “webisode” e “e-cigarette”. Para uma palavra entrar na instituição, deve ter sido utilizada em jornais ou em romances há, pelo menos, dez anos.

A definição de “twerking” ou “twerker” do Oxford, traduzida para o português, fala no ato de realizar uma dança “de maneira provocante, usando movimentos das nádegas e quadris, com as pernas dobradas”. Apesar de ter se tornado popular após a controversa apresentação de Miley Cyrus no Video Music Awards (VMA), premiação da MTV, em 2013, a dança tem suas raízes na cidade americana de Nova Orleans e remonta ao início dos anos 1990, segundo o dicionário. A instituição, no entanto, descobriu que “twirk” foi utilizado pela primeira vez em 1820 em referência a um “movimento de torção ou empurrão”. O verbo teria surgido em 1848, tornando-se, a partir de 1901, “twerk”.

Leia também:

Nua e suja de tinta, Miley Cyrus abraça porco em revista

Publicidade

Modelo da Victoria’s Secret seria nova conquista de Miley Cyrus

Miley Cyrus: ‘Só não faço sexo com animais’

Outro novo verbete é o de “e-cigarette”, descrito como “um dispositivo em forma de cigarro contendo um líquido de nicotina ou outras substâncias que podem ser vaporizadas e inaladas para simular a experiência de fumar”. Também aparecem “twitterati” que qualifica os usuários da rede social, e ainda “webisode”, um vídeo curto que pode ser um episódio de série dramática ou cômica, divulgado online. A palavra teria sido usada pela primeira vez em 1996.

Outra novidade é “flotus” que corresponde ao acrônimo em inglês de primeira-dama dos Estados Unidos (“First Lady of the US”). “Potus”, que designa o presidente americano, já aparece no dicionário, e se popularizou ainda mais após Obama usar a palavra como endereço de seu perfil no Twitter.

Publicidade

(Da redação com agência France-Presse)

Publicidade