Clique e assine a partir de 9,90/mês

‘Tropa de Elite 2’ e ‘Chico Xavier’ disputam os principais troféus do Grande Prêmio de Cinema Brasileiro

Público pode participar da votação no site da Academia Brasileira de Cinema. Premiação será na próxima terça-feira, no Teatro João Caetano, no Rio

Por Leo Pinheiro, do Rio de Janeiro - 27 maio 2011, 12h34

ecordista de público e renda da história do cinema nacional, com 11,4 milhões de espectadores e 104 milhões de reais de arrecadação bruta, Tropa de Elite 2 disputa palmo a palmo com Chico Xavier

Os homens de preto de Tropa de Elite 2 e as comoventes histórias de Chico Xavier vão travar, na próxima terça-feira, a disputa do ano do cinema nacional, quando serão conhecidos os vencedores do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro de 2010. As duas produções campeãs de bilheteria têm, cada uma, 16 indicações para as categorias do ‘Oscar tupiniquim’.

Em sua décima edição, a premiação, no Teatro João Caetano, no Rio de Janeiro, tem um motivo a mais de comemoração para produtores, diretores, atores, atrizes e todos os profissionais envolvidos no mercado da sétima arte. Juntos, eles ajudaram a indústria cinematográfica nacional pela primeira vez a ultrapassar a marca de um bilhão de reais de arrecadação. Dos 136 milhões de ingressos vendidos, com faturamento bruto de 1,3 bilhão de reais, mais de 26 milhões foram da nova safra de filmes nacionais.

Recordista de público e renda da história do cinema nacional, com 11,4 milhões de espectadores e 104 milhões de reais de arrecadação bruta, Tropa de Elite 2 disputa palmo a palmo com Chico Xavier os títulos principais da noite. Para Marcos Prado, produtor de Tropa 2 a maior relevância do prêmio é o fato de ser uma escolha dos colegas profissionais de cinema. “O grande número de indicações é o reconhecimento pelas pessoas relacionadas ao cinema brasileiro, pelos três meses de filmagem, pela preparação anterior e também pela coragem de termos lançado de forma independente um filme tão caro. Foram 17 milhões investidos, trabalhamos com os melhores profissionais do Brasil. É esse pessoal que merece todas as indicações e prêmios”, diz Prado.

Continua após a publicidade

Tropa 2 concorre nas duas principais categorias: melhor longa-metragem de ficção e melhor direção. O filme é apontado também como favorito para o prêmio de melhor ator, pela atuação de Wagner Moura como o, agora, Coronel Nascimento. Entre outras categorias o filme se destacou na disputa de melhor ator coadjuvante, tendo nada menos do que três indicados: André Mattos, André Ramiro e Irandhir Santo.

Chico Xavier, que também concorre aos títulos de melhor filme e melhor direção, emplacou uma importante dobradinha. Ângelo Antônio e Nelson Xavier, que encarnam o médium mineiro na juventude e na velhice, concorrem ao prêmio de melhor ator. Christiane Torloni, favorita ao prêmio de melhor atriz, Cássia Kiss (atriz coadjuvante) e Cássio Gabus Mendes (ator coadjuvante) completam a relação de nomes globais do elenco do filme na disputa de prêmios.

Voto Popular – Além dos votos secretos dos cineastas da Academia, o público também poderá participar na escolha de alguns vencedores do Grande Prêmio. A votação já está aberta e só será encerrada durante a cerimônia de premiação. Quem quiser participar, deve acessar o site da Academia Brasileira de Cinema e votar nas categorias: melhor longa-metragem de ficção nacional, melhor longa-metragem de ficção estrangeiro e melhor longa-metragem documentário. Os votos populares serão computados através do site da Academia Brasileira de Cinema.

Entre os filmes nacionais, concorrem 5x Favela, Agora Por Nós Mesmos; Chico Xavier; As Melhores Coisas do Mundo; Olhos Azuis; Tropa de Elite 2; e Viajo Porque Preciso, Volto Porque Te Amo.

Continua após a publicidade

Já na categoria de melhor filme estrangeiro estão na disputa A Fita Branca; A Origem; O Pequeno Nicolau; A Rede Social; e O Segredo dos Seus Olhos.

Entre os documentários estão Dzi Croquettes; O Homem que Engarrafava Nuvens; José e Pilar; Uma Noite em 67; e Rita Cadillac – A Lady do Povo.

Publicidade