Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Tom Cruise recebe prêmio por defender a tolerância

Ator foi homenageado juntamente com o líder dos 33 mineiros chilenos soterrados em 2010

O ator Tom Cruise recebeu na noite da última quinfa-feira (05) um prêmio do Centro Simon Wiesenthal por seu trabalho filantrópico, especialmente no Museu da Tolerância de Los Angeles, mantido por ele.

Cruise, acompanhado da esposa, Katie Holmes, e do filho mais velho, Connor, compareceu a um jantar de gala no Hotel Beverly Wilshire de Beverly Hills, constituído em maioria por líderes da comunidade judaica e empresários vinculados à indústria do entretenimento de Hollywood.

O ator foi homeageado na companhia de Luis Alberto Urzúa, o líder dos 33 mineiros chilenos que, no ano passado, ficaram 69 dias presos em uma mina a 700 metros de profundidade. Além de Urzúa, outros cinco mineiros participaram da cerimônia.

“Luis Alberto Urzúa, foi o capataz dos 33 mineiros chilenos presos sob a terra e que, com cabeça fria e tranquilidade, liderou os homens através de seu calvário”, afirmou o rabino Marvin Hier.

Na ocasião, foi apresentado um vídeo sobre o resgate dos mineiros do norte do Chile. Urzúa recebeu a Medalha ao Valor. O astro de Hollywood, membro do grupo de Cientologia, destacou a importância do Museu da Tolerância e defendeu a luta contra todo o tipo de genocídio.

“Nosso desafio, senhoras e senhores, é assegurar que faremos tudo para que não haja mais Auschwitz/Birkenaus, não mais Ruandas, ou Darfurs em nosso planeta”.

(Com Agência France Presse)