Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Timberlake leva Trump, Weinstein e Kevin Spacey ao apocalipse

Em clipe surpresa da música ‘Supplies’, cantor faz referência a assuntos atuais, como assédio, racismo e controle de arma

Justin Timberlake entrou na onda dos protestos do momento com o clipe da música Supplies. Lançado de surpresa, o vídeo mostra o cantor em um cenário pós-apocalíptico, enquanto acompanha notícias em televisores que mostram imagens de Donald Trump, Harvey Weinstein e Kevin Spacey, e cenas que fazem menção a temas como o assédio, o racismo e o controle de armas.

Ao longo da produção, outras referências são encontradas em detalhes. Caso da mulher que aparece levantando um carro no meio de uma multidão. Na camiseta dela está escrito “pussy grab back”, algo como “retomei minha vagina”, referência à fala do atual presidente americano em uma gravação vazada, em que ele diz que quando conhece uma mulher bonita ele tem vontade de “agarrá-la pela vagina”.

A cultura pop também está presente no vídeo que conta com a participação de Pharrell Williams. Na letra, Timberlake afirma que ele e seu par romântico estão prestes a viver na realidade de The Walking Dead. Por fim, o músico aparece ao lado da atriz mexicana Eiza Gonzalez e de um grupo de crianças de aparência abandonada em um cenário que lembra o filme Blade Runner 2049.

Na última cena, uma das crianças fala diretamente para a câmera: “Morra logo. Morra logo. Você ainda está dormindo. Acorde. Vá embora, por favor, de vez.”