Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘Tenho consciência da minha responsabilidade’, diz Pugliesi

A blogueira relata que decidiu não seguir com o reality show ‘A Vida é Mara’ antes do abaixo-assinado para barrar o financiamento do projeto

Apesar do reality show A Vida É Mara, sobre a vida de Gabriela Pugliesi, ter sido aprovado para captação de mais de 2 milhões de reais em recursos de isenção fiscal pela Lei do Audiovisual, da Ancine (Agência Nacional de Cinema), a musa fitness negou sua participação no projeto. A VEJA, ela explica que desistiu antes mesmo que a aprovação da captação pela Ancine causasse revolta em usuários das redes sociais, nesta sexta-feira. Segundo ela, o programa não lhe agradou justamente porque o formato previsto era o de um reality show.

Gabriela também respondeu ao abaixo-assinado online que pedia o cancelamento do projeto – o texto, disponível no site Petição Online e que já foi endossado por mais de 23.000 pessoas, afirma que a blogueira “incentiva transtornos alimentares” e que é investigada por exercer ilegalmente as profissões de nutricionista e educadora física. “O que faço nas redes sociais, como todos fazem, é compartilhar minha rotina, meu estilo de vida. Tenho consciência da quantidade de pessoas que me seguem e da minha responsabilidade, e exatamente por isso sempre destaco todo acompanhamento de profissionais que tenho”, diz Gabriela.

Sobre a inscrição do projeto na Ancine, ela afirma que a responsabilidade é da produtora do programa, a Rio Cinema Digital. A VEJA, o diretor Gabriel Mellin explicou que a proposta foi enviada para a agência ainda com o projeto em desenvolvimento. “Convidamos a Gabriela para o projeto e ficamos alguns meses desenvolvendo junto com ela, mas ainda não havíamos chegado a nenhum formato que as duas partes se sentiram a vontade de realizar”, disse. “Durante esses meses, demos entrada na inscrição do projeto na Ancine, algo que é padrão, para posteriormente uma possível captação de verba para o projeto”.