Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Sylvio Back estreia documentário sobre Graciliano após ‘perder’ ‘Angústia’

‘O Universo Graciliano’ tem sua primeira exibição em abril no festival É Tudo Verdade, em São Paulo e no Rio. Já a adaptação do romance saiu das mãos do cineasta, porque o contrato com a família expirou

O cineasta Sylvio Back vive momentos diversos com seus dois projetos sobre o escritor alagoano Graciliano Ramos, o homenageado da Festa Literária de Paraty (Flip) 2013, cuja morte completa 60 anos nesta quarta-feira. Seu documentário O Universo Graciliano foi selecionado para o festival É Tudo Verdade, o maior do gênero no Brasil, e terá suas primeiras exibições ao público entre 4 e 14 de abril, em São Paulo e no Rio de Janeiro. Por outro lado, os direitos de rodar a adaptação cinematográfica de Angústia, romance lançado por Graciliano em 1936, não estão mais em suas mãos. O contrato com os herdeiros do escritor, vencido em 2011, não foi e nem deve ser renovado.

LEIA TAMBÉM:

Documentário de Dave Grohl está no É Tudo Verdade

De acordo com a advogada Silvia Gandelman, que cuida dos direitos autorais da obra de Graciliano Ramos, o documento que permitia a Back adaptar Angústia data de 2003 e deixou de valer em 2011, após uma renovação em 2008. No ano passado, diz Silvia, ela chegou a procurar o cineasta para saber o status do projeto e, após descobrir que ele ainda não havia conseguido captar recursos para o filme, não renovou a concessão de direitos, a pedido da família Ramos.

Para Back, que diz ter o roteiro do longa pronto desde 2003 e ter sido surpreendido pela recusa da renovação do contrato, a posição dos herdeiros é algo “devastador”. “Sem explicação alguma, eles decidiram não renovar os direitos de a minha produtora filmar o romance. Devastador”, disse ao site de VEJA. De acordo com o neto do escritor, Ricardo de Medeiros Ramos Filho, no entanto, a família tomou sua decisão baseada na falta de um projeto efetivo. “Por nove anos, ele teve os direitos e não apresentou nada, não tivemos nenhum retorno de como estava o andamento do filme. Decidimos não renovar para dar chance a outra pessoa que tenha interesse em adaptar o romance.”

É Tudo Verdade – Com o documentário O Universo Graciliano, que conta a vida e a obra do alagoano, Sylvio Back participa pela terceira vez do festival É Tudo Verdade. Em 1995, esteve com Zweig: A Morte em Cena , sobre o escritor austríaco autor de Brasil, um País do Futuro, que se radicou no país a partir de 1940 e se suicidou em Petrópolis em 1942. Em 2010, apresentou O Contestado – Restos Mortais, sobre a Guerra do Contestado, que teve lugar no sul do Brasil no começo do século XX. Para o diretor, o festival dá visibilidade internacional ao documentário nacional. “Não é de hoje que inúmeros filmes exibidos no É Tudo Verdade ganham telas e prêmios mundo afora.”

O Universo Graciliano reúne entrevistas com amigos e parentes, como sua filha, Luiza Amado, e o advogado Paulo Mercadante, muito próximo do escritor. O filme ainda não tem previsão de estreia no circuito comercial.