Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘Pokémon Go’: game de sucesso já pode virar filme live action

Jogo da Nintendo para smartphones está disponível apenas em cinco países mas já se tornou um fenômeno mundial

O jogo para smartphones Pokémon Go foi lançado há uma semana e se tornou um fenômeno mundial, apesar de ainda estar disponível somente na Austrália, Nova Zelândia, Estados Unidos, Japão (em versão beta para poucos usuários) e Alemanha. O game de realidade aumentada foi o responsável por inflar o valor de mercado da Nintendo em 9 bilhões de dólares em apenas sete dias e já se tornou um atrativo para outro mercado do entretenimento, o cinema. Segundo informações do site americano Deadline, a Legendary Pictures está em negociação com a empresa de jogos e a Pokémon Company, donas dos direitos sobre os monstrinhos, para lançar um filme live-action (ou seja, com atores reais) da franquia.

LEIA TAMBÉM:
Pokémon, a franquia que continua a crescer após 20 anos de sucesso
Pikachu muda de nome e fãs protestam nas ruas (sério)
Dos videogames para o cinema: 6 novos filmes inspirados em jogos

Segundo a publicação, por enquanto não há nenhum contrato firmado, mas muitas conversas sobre o assunto. Os videogames voltaram a se tornar um novo filão para Hollywood. Somente em 2016, há exemplos de longas que surgiram dos consoles, como Angry Birds, Warcraft e o futuro Assassin’s Creed.

A franquia Pokémon já possui certa experiência no cinema. Os monstrinhos já ganharam no total dezenove longas desde 1998, mas todos em formato de animação e acompanhando os personagens da série de anime, produzida desde 1997. Esses filmes, porém, são exibidos somente nos cinemas japoneses, e lançados em plataformas de streaming e DVD nos Estados Unidos. O Brasil chegou a receber apenas as duas primeiras aventuras da franquia nas telonas.

Pokémon Go foi lançado no ano em que os monstrinhos, representados pelo roedor amarelo Pikachu, completam 20 anos de idade e o sucesso do game mostra que a sua popularidade não se abalou. A bem-sucedida novidade da Nintendo se baseia em permitir que os fãs capturem Pokémons no mundo real. Através do uso de um mapa no estilo do Google Maps, os jogadores precisam vagar pelo mundo real para encontrar as criaturas e capturá-las utilizando as câmeras do celular. Além de disputar batalhas em ginásios espalhados pelo mundo virtual, mas localizados em pontos turísticos do mundo real, como a Casa Branca, em Washington.

Por enquanto, o jogo não está disponível no Brasil. No dia do seu lançamento, alguns fãs brasileiros até conseguiram baixar o game, mas após o gigantesco volume de downloads (nos EUA, o título já possui mais usuários que aplicativos de namoro como Tinder), os servidores da Niantic, a empresa criadora do game, ficaram sobrecarregados e eles bloquearam os acessos em algumas regiões do globo, até normalizarem a situação e liberarem oficialmente o aplicativo para o resto dos países.