Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Sucesso de transplante de Gianecchini é comemorado com bolo no hospital

A equipe médica comemorou o resultado com uma festa no quarto do ator

O autotransplante de medula óssea ao qual o ator Reynaldo Gianecchini, de 39 anos, foi submetido neste mês correu dentro do previsto, e o ator deverá receber alta nos próximos dias, segundo boletim médico divulgado Hospital Sírio-Libanês, na capital paulista.

O transplante foi feito no dia 12 de janeiro. A “pega” da medula, que acontece quando o corpo volta a fabricar células do sangue – ou seja, o paciente apresentou recuperação da função da medula óssea – , aconteceu no sábado passado. Por conta disso, a equipe médica comemorou o resultado com um bolo e uma festa no quarto do ator.

Gianecchini foi diagnosticado com um linfoma não Hodgkin de células T – um tipo mais raro de câncer que atinge os linfonodos, sistema de defesa do organismo – em agosto do ano passado. Ele passou por várias sessões de quimioterapia antes de ser internado para o transplante. O ator deve receber alta nos próximos dias, mas ainda continua recebendo tratamento.

Para se preparar para o transplante, Gianecchini recebeu várias sessões de quimioterapia. O procedimento é necessário para matar todo o sistema imunológico do paciente – eliminando possíveis células cancerígenas que ainda existam – e deixá-lo pronto para receber as novas células. Células saudáveis foram coletadas anteriormente e as células-tronco foram separadas e mantidas congeladas, para serem reinfundidas.

O transplante dura pouco mais de duas horas: o paciente recebe as células-tronco por meio de um cateter.

Como nesse período de espera pela pega da medula o paciente está com o corpo sem imunidade, ele precisa ficar internado em uma ala de isolamento por pelo menos 15 dias. O contato com qualquer vírus ou bactéria pode causar infecções, já que o organismo está mais suscetível.

(Com Agência Estado)