Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

‘Sou uma lutadora’, afirma Demi Lovato

Cantora americana dá sua primeira entrevista após ser internada por causa de uma suposta overdose, em julho de 2018. Ela disse que lançará um novo single

Por Da Redação - 3 nov 2019, 17h59

A cantora americana Demi Lovato deu sua primeira entrevista após sofrer uma ter sido hospitalizada por uma suposta overdose, em julho de 2018. Durante uma convenção dedicada ao universo pop, ela falou abertamente sobre os problemas que teve no passado, deixando claro que está mais forte do que nunca.”Eu jamais mudaria a direção da minha vida. Amo a pessoa que sou hoje e não me arrependo de nada”, declarou.

Demi disse que uma das principais lições que aprendeu foi a de como lidar com as críticas públicas ao seu comportamento. “As pessoas não fazem ideia do quão sensível eu sou. Peguem leve porque sou humana”, desabafou. “Estou cansada de fingir que esse tipo de comentário não me afeta”. Conhecida pelo sucesso Confidant, a cantora também deixou claro que ainda luta para superar os problemas que tem enfrentado. “Quando eu me olho no espelho, enxergo uma pessoa que superou várias situações adversas. Posso até não ser uma campeã, mas sou uma lutadora”.

Outro assunto em pauta na conversa da popstar foi a de como lida com seu corpo. “Não tenho um corpo sensacional, mas sou saudável. E sou muito grata por estar forte”.

Demi Lovato passou por diversos imbroglios como dependência química, distúrbios alimentares e problemas mentais. Em julho de 2018, ela foi levada às pressas para um hospital de Los Angeles, aparentemente por causa de uma overdose. Ela não quis dar detalhes sobre qual foi o verdadeiro problema. Preferiu ressaltar sua colabaração para a música pop. “Quero que as pessoas se lembrem de mim como cantora. Sei que muito do que fiz ofuscou minha carreira profissional, mas quero que o público foque na música e não na minha vida pessoal”. Demi revelou ainda que está para lançar um novo single.

Publicidade