Clique e assine a partir de 9,90/mês

Site americano nega entregar gravação de Charlie Sheen à polícia

Ator está sendo investigado por ameaçar uma pessoa – que, segundo rumores, seria sua ex-noiva Scottine Ross

Por Da Redação - 7 abr 2016, 21h01

O site de celebridades RadarOnline.com e o tabloide National Enquirer se recusaram nesta quinta-feira a entregar à polícia americana gravações envolvendo o ator Charlie Sheen. Em março, as publicações afirmaram ter recebido o áudio de uma amante do ator de Two and a Half Men no qual um homem, que seria Sheen, diz que gostaria que alguém “pisoteasse a cabeça” de sua ex-noiva. Os veículos, porém, não divulgaram a gravação.

Leia também:

Charlie Sheen é investigado pela polícia de Los Angeles por ameaçar ex

Charlie Sheen pode ser processado por transmitir HIV

Continua após a publicidade

Charlie Sheen diz que suspendeu remédios contra HIV

Charlie Sheen afirma ser portador do vírus HIV

No fim do mês passado, a polícia de Los Angeles abriu uma investigação criminal contra Charlie Sheen por suspeita de ameaçar uma pessoa. Os investigadores não revelaram quem é a vítima, mas vários meios de comunicação americanos apontam que seja Scottine Ross, uma ex-estrela pornô com quem ele noivou em 2014.

Nesta quinta-feira, a polícia de Los Angeles compareceu com um mandado de busca à sede de Nova York da American Media, empresa do mesmo grupo do Enquirer e do RadarOnline. O site afirmou nesta quinta-feira que “não tem intenção de entregar documentos ou identificar fontes desse assunto” e que o mandado é ilegal.

Continua após a publicidade

(Da redação, com agência Reuters)

Publicidade