Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Sinead O’Connor ressurge e nega tentativa de suicídio: ‘Fofoca maldosa’

Cantora publicou no Facebook que está muito feliz para pensar em se matar

Sinead O’Connor está viva e bem, após a polícia de Chicago começar a procurá-la, na noite de quinta-feira, depois que o departamento recebeu um telefonema de autoridades irlandesas alegando que a artista disse à família que iria pular de uma ponte. Sinead ressurgiu em seu Facebook na manhã desta sexta-feira para negar o caso, que chamou de “fofoca maldosa”.

LEIA TAMBÉM:

Sinead O’Connor é procurada pela polícia de Chicago após alerta de suicídio

Sinead O’Connor some do Facebook após desabafos

Sinead O’Connor acusa família de abandono e ameaça suicídio

A cantora publicou uma mensagem no seu perfil na rede social para comemorar o plebiscito que decidiu pela saída do Reino Unido da União Europeia, e no finalzinho do texto comentou sobre o rumor. “Aliás, é besteira que eu tenha pulado de uma ponte. Alguém da Swords Garda Station (estação de trem de Dublin) decidiu que seria legal criar uma fofoca maldosa sobre mim. Eu estou muito feliz para fazer isso”, escreveu.

Após a notícia sobre a falsa tentativa de estupro, muitos seguidores de Sinead publicaram mensagens no seu perfil perguntando onde ela estava. Porém, depois que tudo a cantora explicou que tudo era mentira, os fãs passaram a desejar que ela ficasse bem e cuidasse da saúde. Apesar da publicação na rede social, a artista ainda não foi vista publicamente.

Histórico – O boato de suicídio de Sinead O’Connor surgiu um mês após outra busca feita pela polícia de Chicago. Em maio, ela foi considerada desaparecida depois que saiu de casa montada em uma bicicleta motorizada. Pouco antes de sumir, a artista havia postado em seu Facebook uma mensagem endereçada ao seu filho mais velho Jake, de 28 anos. No texto, ela pede que o rapaz compareça a um tribunal para assumir a custódia do irmão, o que levantou a hipótese de que ela poderia ter cometido suicídio. Um dia após o seu sumiço, a polícia a encontrou saudável em uma cidade próxima a Chicago.

Em novembro do ano passado a cantora já havia usado seu Facebook para se expressar sobre a relação complicada que mantém com sua família. Na ocasião, ela postou que teria o “direito de morrer” e disse se sentir abandonada pelos filhos e familiares. Nas mensagens ela ainda dizia ter sofrido uma overdose. Ela foi encontrada alguns dias depois em um hotel em Dublin, na Irlanda. Após os textos, a rede social chegou a tirar a conta dela do ar por um período.

A irlandesa obteve fama mundial ao lançar seu primeiro disco, Lion and the Cobra, de 1987. Porém o grande hit da cantora veio apenas três anos mais tarde, no álbum I Do Not Want What I Haven’t Got. A canção Nothing Compares 2 U, que foi composta pelo americano Prince, também morto recentemente, e liderou o Billboard Hot 100 durante quatro semanas entre abril e maio de 1990, até ser destronada porVogue, de Madonna. Entre outros sucessos de sua carreira estão All Apologies e Mandinka.