Clique e assine a partir de 9,90/mês

Simon Pegg sobre ‘Jogador N° 1’: ‘Adoraria fugir para um mundo virtual’

Ator é o co-criador de um jogo de realidade digital no novo filme de Steven Spielberg

Por Lucas Almeida - Atualizado em 29 mar 2018, 17h22 - Publicado em 29 mar 2018, 14h16

Simon Pegg, 48 anos, se tornou uma figura constante em filmes de ficção científica. Depois de viver o negociante de lixo Unkar Plutt na saga Star Wars, e o engenheiro Montgomery Scott em Star Trek, o ator britânico chega aos cinemas agora na pele de um dos criadores do mundo virtual Oasis em Jogador N° 1, o novo longa de Steven Spielberg

No filme, Pegg interpreta o co-criador de uma realidade virtual chamada Oasis, onde as pessoas passam a maior parte do seu tempo em 2045. Com a morte do inventor desse mundo (vivido por Mark Rylance), que também é amigo próximo do personagem de Pegg, os jogadores se desdobram em busca de três chaves de um quebra-cabeça que garante a herança do falecido.

“O perigo no filme é que a realidade está tão espantosa, que esse outro mundo é muito mais atraente. Se não quisermos escapar para o virtual, precisamos fazer do mundo em que nós vivemos um lugar melhor”, defende o ator ao site de VEJA, durante entrevista na Comic Con Experience 2017. Pegg acredita que um jogo como o Oasis poderá ser comum no futuro. “Nos últimos doze meses, este mundo se tornou insano e meio que inacreditável. Eu adoraria um mundo virtual para escapar”, brinca.

 

Continua após a publicidade

O ator americano havia divulgado que faria uma pausa de seis meses após o lançamento de Star Trek: Sem Fronteiras, em julho de 2016. “Quando eu voltei das gravações, pensei que não sabia mais o que queria fazer. Precisava de um tempo para pensar se eu ainda queria ser ator”, desabafou. “Falei para o meu agente: ‘Não me ligue, a menos que Steven Spielberg ligue’. E ele ligou. Agora, eu me sinto bem em ser um ator de novo.”

Além da direção e produção de Spielberg, Jogador N° 1 é protagonizado por Tye Sheridan — o Scott Summers da saga X-Men. A trama é baseada no livro homônimo do americano Ernest Cline, publicado pela primeira vez em 2011. 

Uma missão em Paris

Pegg se prepara agora para o lançamento de Missão Impossível: Efeito Fallout, que foi gravado em Paris. O sexto filme da saga protagonizada por Tom Cruise tem previsão de estreia para o dia 26 de julho no Brasil. “Tom faz as próprias cenas de ação e a notícia de ele ter quebrado o tornozelo foi, na verdade, uma das menores coisas que aconteceu. Mas ele está bem agora. Ele se cura melhor do que qualquer pessoa do mundo”, brinca Simon sobre as expetativas para o próximo filme.

O ator fala com humor que está “muito ocupado para parar de trabalhar agora” e não é brincadeira. Pegg estará no filme Terminal junto com Margot Robbie e ainda estrelará a comédia de terror independente Slaughterhouse Rulez neste ano. Os dois filmes ainda não ganharam data de estreia no Brasil.

Publicidade