Clique e assine a partir de 9,90/mês

Silvia Abravanel sobre ser adotada por Silvio Santos: ‘Orgulho’

Silvia foi adotada quando tinha apenas três dias e não tem informação sobre a família biológica

Por redação - 27 Nov 2017, 10h42

A apresentadora Silvia Abravanel falou sobre a adoção por Silvio Santos ao Programa Eliana, do SBT, deste domingo. O tema, delicado, nem sempre é comentado por Silvia, a única das filhas do empresário a não ter o seu sangue.

“Sempre tive orgulho, eu fui um presente para o meu pai”, disse ela a Eliana, no quadro “Com o Passar dos Anos”, em que ela e o marido, o sertanejo Kleiton Pedroso, se submeteram a uma maquiagem para simular como estarão daqui a algumas décadas.

Silvia foi adotada quando tinha apenas três dias. Na época, Silvio Santos era casado com Maria Aparecida Vieira, a Cidinha Abravanel, sua primeira esposa. Ela descobriu a adoção entre os 6 e os 8 anos de idade, por meio de uma das irmãs. “Eu cheguei para o meu pai e perguntei: ‘Pai, eu tenho alguma doença chamada adotiva?’. Aí, ele chamou a mim, à Cíntia e à Daniela e explicou que eu não era uma filha da barriga da mamãe, mas que eu era uma filha do coração”, contou à Eliana.

Da família biológica, ela não tem informação. Chegou a pensar em buscar, mas desistiu. “Eu tinha curiosidade porque todas as pessoas falavam: ‘Pareço com meu pai, pareço com a minha mãe’. Eu perguntava: eu pareço com quem? Eu tentei até ir atrás, mas chegou um momento que eu vi que algumas pessoas iriam ficar machucadas, então eu deixei isso para lá. O que importa é quem me criou, quem me deu carinho, quem me deu atenção”.

Continua após a publicidade

https://www.instagram.com/p/Bb67IUllU7f/?hl=pt-br&taken-by=silviaabravanel

Publicidade