Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Seis dicas (horríveis) de presente para o inimigo secreto

Educaçao-crianças-presentes-natal-tecnologia Educaçao-crianças-presentes-natal-tecnologia

Educaçao-crianças-presentes-natal-tecnologia (/)

Fim de ano é pretexto para aquelas brincadeiras chatas de Amigo Secreto, em que colegas de firma ou familiares que se veem uma vez por ano se reúnem para dar um presente escolhido no capricho e receber em troca algo que nunca desejaram na vida – e que deve valer um terço do valor investido no jogo. Isso sem falar no constrangimento de descrever diante de todos, e com todo o cuidado para não resvalar na caricatura, a pessoa tirada no sorteio. Para atenuar esse desconforto, um espertinho inventou o Inimigo Secreto, uma versão engraçadinha da brincadeira original, em que apenas bombas são trocadas entre os participantes, sem prejuízo material ou emocional para ninguém. Foi para você, que optou por essa versão do jogo mas ainda não sabe o que dar para aquela tia tão distante, que o site de VEJA fez uma lista quente, baseada nos últimos – e horrendos – lançamentos do mundo da cultura. Confira:

http://www.youtube.com/embed/lqzZxfGliss
Belo – ‘Mistério’

(Sony) O título do novo disco do cantor Belo já diz tudo. Afinal, é um verdadeiro mistério como ele ainda insiste em fazer música. No novo trabalho, Belo parte do pagode romântico que o projetou e se arrisca em outras vertentes, como a bossa-nova — essa sim é quem se arrisca aqui. Tudo isso acompanhado pela sua agradável voz com língua presa. Para quem quiser acertar em cheio no presente do inimigo secreto, o disco está disponível no iTunes desde 11 de novembro e foi lançado em formato físico no início de dezembro. 

http://www.youtube.com/embed/7IMfebAaWf8
‘Natal em Família 2’

(Som Livre) Quem não gostaria de ser presenteado com um disco que traz Luan Santana cantando Noite Feliz e o grupo Sambô adaptando o clássico Jingle Bell Rock? Ou melhor… quem gostaria? Depois de reunir todos aqueles cantores que infestam programas de auditório aos fins de semana na TV, no CD Natal em Família, de 2013, a Som Livre resolveu repetir a dose com Natal em Família 2, outra mistura louca de axé, sertanejo, pagode e tecnobrega. Ah, claro, e músicas natalinas. Além das duas tragédias – digo, versões — citadas anteriormente, a coletânea ainda traz a dupla Victor & Leo cantando Então É Natal, a cantora Gaby Amarantos e o sertanejo Cristiano Araújo fazendo algo parecido com música em Boas Festas e os pagodeiros do Raça Negra adaptando a canção O Homem de Nazareth em parceria com a banda Pollo – aquela que soltou milhões de vagalumes por aí até ninguém aguentar mais.

Capa do livro 'Ivete Sangalo - Pura Paixão' Capa do livro ‘Ivete Sangalo – Pura Paixão’

Capa do livro ‘Ivete Sangalo – Pura Paixão’ (/)


Capa do livro 'True Love', de Jennifer Lopez Capa do livro ‘True Love’, de Jennifer Lopez

Capa do livro ‘True Love’, de Jennifer Lopez (/)


http://www.youtube.com/embed/O87K6rb3kG4
‘Os Caras de Pau’

Um ingresso para assistir a Os Caras de Pau no cinema é outro presente ideal para o seu inimigo secreto. Especialmente se ele for um apreciador da sétima arte. Entre os elementos que fazem do filme um presente de grego, está o humor pastelão digno do Zorra Total – programa do qual se derivou –, que permeia diálogos fracos, expressões faciais exageradas e cenas de causar vergonha alheia em que assiste ao longa. Na história, a socialite Gracinha de Medeiros (Christine Fernandes) contrata os seguranças Pedrão (Marcius Melhem) e Jorginho (Leandro Hassum) para tomar conta de um anel de topázio, que é herança de família, enquanto o objeto é exposto em um museu. A joia, contudo, é roubada por ninjas – que, por acaso, também usam armas –, o que conduz o filme a terríveis cenas de ação feitas por dublês.

http://www.youtube.com/embed/anbxDRHlTdY
‘Ouija – O Jogo dos Espíritos’

Nem todos os filmes de terror de baixo orçamento conseguem atingir o mesmo sucesso de público e crítica que Rec (2007), ou Invocação do Mal (2013). Esse é o caso de Ouija – O Jogo dos Espíritos, que, como o título antecipa, narra uma história em torno da Tábua Ouija, objeto usado para se comunicar com espíritos, em uma espécie de “brincadeira do copo” — clássico brasileiro em que um grupo põe a mão sobre um copo que, de cabeça para baixo, se movimenta sobre uma mesa para apontar letras e formar palavras, dando “voz” a um espírito.  O longa, que marca a estreia como diretor de Stiles White, coordenador de efeitos especiais de filmes como O Sexto Sentido, recebeu apenas 7% de aprovação no Rotten Tomatoes, site americano especializado em crítica de cinema. No Brasil, o filme está em cartaz desde 11 de dezembro.