Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘Segundo Sol’: secretária eletrônica prova que João Emanuel é analógico

Cozinheira Nice descobre que a filha é lésbica ao ouvir recado que ela grava para a namorada, Selma, que ainda tem equipamento em casa

Maior fenômeno da teledramaturgia nos últimos anos, Avenida Brasil não escapou de virar piada – para não dizer chacota. O revés mais forte da novela se deu quando a mocinha vingativa Nina (Débora Falabella) perdeu as provas que tinha contra a madrasta, a impagável vilã Carminha (Adriana Esteves). Eram fotos em papel, das quais Nina, em pleno ano de 2012, nem sequer pensou em salvar cópias digitais em um pen drive. Uma campanha deflagrada nas redes logo pediu que o autor, João Emanuel Carneiro, desse um pen drive a Nina. Agora, é hora de pedir um smartphone para Maura (Nanda Costa) e Selma (Carol Fazu), de Segundo Sol. O casal teve sua relação secreta descoberta no capítulo desta terça-feira, quando a policial ligou para a dona de casa e deixou um recado na secretária eletrônica – que a mãe, a cozinheira Nice (Kelzy Ecard), ouviu enquanto preparava quentinhas na casa da ex-vizinha que, ela nem sabia, é sua nora.

“Oi, amor. Não vou poder ir aí, estou de plantão, mas estou morrendo de saudade. Me liga no celular quando puder. Te amo, beijo”, disse Maura, enquanto Nice, boquiaberta, passava do espanto ao ódio. A cozinheira saiu da casa esbravejando contra Selma, dizendo que o marido, o preconceituoso e machista Agenor (Roberto Bonfim), tinha razão ao criticá-la, e quase batendo porta e esconjurando desgraça.

É claro que a secretária eletrônica foi um recurso usado por João Emanuel para provocar o “flagra” de Nice. Assim como é patente que, apesar de ser um dos mais jovens novelistas do primeiro time da Globo, aos 48 anos o dramaturgo pouco acompanha os avanços da tecnologia. E deveria – no mínimo, para evitar o ridículo que cenas como essa provocam, transformando o folhetim em motivo de riso nas redes sociais. João Emanuel poderia, por exemplo, ter criado uma cena em que Nice, por qualquer razão, tivesse acesso ao celular de Selma no exato momento em que pipocasse na tela uma mensagem de Maura. Enfim, há outros caminhos.

Confira abaixo algumas das reações ao uso da secretária eletrônica, esse equipamento hoje tão obsoleto: