Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Scarlett Johansson visita campos de refugiados na África

Embaixadora da ONG Intermon Oxfam desde 2004, atriz ficou chocada com a miséria de refugiados da região conhecida como Chifre da África

A atriz americana Scarlett Johansson visitou nos últimos dias campos de refugiados no Quênia para conhecer de perto os efeitos da seca que afeta cerca de 13 milhões de pessoas na região conhecida como Chifre da África — Somália, Etiópia e Djibuti.

Embaixadora da ONG Intermon Oxfam desde 2004, Scarlett esteve no acampamento de Dadaab, no leste do Quênia, onde dezenas de milhares de somalis chegaram recentemente fugindo da seca e da guerra. “A pobreza no local é assustadora”, afirmou a atriz, segundo comunicado da Intermon Oxfam. Uma líder da comunidade conversou com a americana e falou sobre a luta interminável dos somalis como refugiados de guerra, que precisam superar a fome e viver com o mínimo.

A atriz americana Scarlett Johansson, embaixadora da ONG Intermon Oxfam, no Quênia A atriz americana Scarlett Johansson, embaixadora da ONG Intermon Oxfam, no Quênia

A atriz americana Scarlett Johansson, embaixadora da ONG Intermon Oxfam, no Quênia (/)

Scarlett também conheceu a região de Turkana, no noroeste do Quênia, que sofre com a desertificação. “Esta é uma crise a longo prazo, aumentada pelo conflito político, a fome e a seca, e que não pode ser ignorada. Mais da metade dos somalis que morreram são crianças, toda uma geração está perdida. A comunidade internacional deve atuar agora de maneira contundente”, afirmou a atriz.

Desde 20 de julho desse ano, a ONU declarou estado de crise e fome em seis regiões no sul da Somália. No início desse mês, o organismo assegurou que 4 milhões de pessoas sofrem com a seca no país, e que 750.000 podem morrer nos próximos quatro meses.

A atriz Scarlett Johansson visita refugiados no Quênia A atriz Scarlett Johansson visita refugiados no Quênia

A atriz Scarlett Johansson visita refugiados no Quênia (/)

(Com agência EFE)