Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Roteiristas do primeiro ‘G.I. Joe’ pedem indenização por roubo de ideia para sequência

Autores dispensados alegam que escreveram a ideia original de 'G.I. Joe: Retaliação', lançado em 2013, mas não receberam pelo trabalho

Dois dos três roteiristas responsáveis pelo filme G.I. Joe – A Origem de Cobra (2009), David Elliot e Paul Lovett, moveram uma ação de 23 milhões de dólares contra a Paramount, MGM, Hasbro e o produtor Lorenzo Di Bonaventura, alegando que a ideia original para a sequência G.I. Joe: Retaliação (2013) foi escrita por eles. Eles dizem que não foram creditados e sequer receberam pelo trabalho, noticiou o site da revista The Hollywood Reporter na última segunda-feira.

Segundo Elliot e Lovett, havia uma cláusula contratual no primeiro longa que dava aos dois a prioridade para desenvolver uma possível continuação. Logo após a estreia de G.I. Joe – A Origem de Cobra, os roteiristas foram cobrados para apresentar um enredo e novos personagens para a sequência. Eles afirmam que, durante dois meses, trocaram telefonemas e e-mails com referências e ideias para um novo filme da franquia com os estúdios envolvidos.

Leia também:

Sucesso de bilheteria garante terceira sequência de ‘G.I. Joe’

No entanto, em dezembro de 2009, Elliot e Lovett foram notificados que não seriam os roteiristas da sequência, e que um novo time de autores havia sido contratado. A surpresa veio quando a dupla inicial viu, no filme lançado em 2013, a história supostamente concebida por eles três anos antes.

A ação movida pelos roteiristas pede uma indenização de 23 milhões de dólares. Procurada pelo The Hollywood Reporter, a Paramount, nos Estados Unidos, não quis se pronunciar sobre o assunto.

G.I. Joe: Retaliação arrecadou em bilheteria 355 milhões de dólares em todo o mundo. Valor superior ao primeiro filme, que alcançou a marca de 302 milhões de dólares.