Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Rolling Stones reforça segurança após assassinato de funcionário na Argentina

Pedro Luis Tabares, contratado para ajudar na organização do show da banda no país, foi morto em um assalto no último dia 10, em Buenos Aires

A turnê dos Rolling Stones pela América do Sul ganhou ares mais sombrios após a passagem dos roqueiros pela Argentina, com o assassinato de um membro da equipe da banda no país. O crime ocorreu no último dia 10, depois do show que os ingleses fizeram no Estádio La Plata, em Buenos Aires. Pedro Luis Tabares tinha 55 anos e havia sido contratado para ajudar na organização das três apresentações dos Stones no país.

Ele estava no banco do passageiro de uma van que deixava o estádio, com o dinheiro da venda das bebidas no evento. Segundo o site do jornal britânico Metro, o veículo foi cercado por três carros que levaram o dinheiro e dispararam contra Tabares. Até o momento, a polícia argentina prendeu um suspeito, o colombiano Jhon Alexander Bobadilla Vega, de 31 anos.

LEIA TAMBÉM:

Ultraje a Rigor, Titãs e Cachorro Grande vão abrir shows dos Rolling Stones no Brasil

Rolling Stones abrem turnê latino-americana no Chile

Em português, Mick Jagger pergunta o que fãs querem ouvir nos shows no Brasil

Ingressos para Rolling Stones no Brasil vão de R$ 130 a R$ 900

Segundo disseram fontes próximas à banda ao jornal britânico The Mirror, os quatro membros do grupo, Mick Jagger, Keith Richards, Ron Wood e Charile Watts, estão escolhendo os hotéis com cuidado e se deslocando em carros separados, que são cercados por seguranças fortemente armados.

Os Stones se apresentam nesta terça-feira em Montevidéu, no Uruguai, antes de seguir para o Brasil. Por aqui, eles tocam no Rio de Janeiro no dia 20, no Maracanã, em São Paulo nos dias 24 e 27, no Estádio do Morumbi, e no dia de 2 de março em Porto Alegre, no Estádio Beira Rio.

(Da redação)