Clique e assine a partir de 9,90/mês

Roger Waters no Desert Trip: ‘Trump é um porco’

O rosto de Trump apareceu no telão acima do palco, primeiro com a palavra "charade" ("farsa") e, depois, com chapéu da Ku Klux Klan

Por Da redação - Atualizado em 10 out 2016, 13h30 - Publicado em 10 out 2016, 13h24

Roger Waters deixou bem claros os seus sentimentos sobre Donald Trump e o Estado de Israel durante sua apresentação no festival Desert Trip, na noite deste domingo, nos Estados Unidos. O cantor e compositor de 73 anos também se manifestou contra a guerra e se dirigiu ao movimento Black Lives Matter durante o show de 2 horas que encerrou o primeiro fim de semana do evento, na Califórnia.

Waters criticou o candidato republicano com músicas e imagens. O rosto de Trump apareceu no gigantesco telão acima do palco com a palavra “charade” (“farsa”) enquanto era executada a canção Pigs (Three Different Ones). Depois, apareceram imagens de Trump vestindo chapéu da Ku Klux Klan.

Um balão em formato de porco também flutuou sobre a audiência, com a cara de Trump e as palavras “porco ignorante, mentiroso, racista, sexista”. E no caso de a mensagem não ter ficado muito clara, o telão também projetou: “Trump é um porco”.

Continua após a publicidade

O set de Waters incluiu vários clássicos do Pink Floyd, como Time, Money, Wish You Were Here e Dark Side of the Moon.

Roger Waters coloca letreiro com os dizeres "Trump is a Pig" (Trump é um porco) durante show no Desert Trip Festival, na Califórnia
Roger Waters coloca letreiro com os dizeres “Trump is a Pig” (Trump é um porco) durante show no Desert Trip Festival, na Califórnia – 09/10/2016 Kevin Winter/Getty Images

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade