Clique e assine a partir de 9,90/mês

Repórteres da Globo relatam homofobia em hotel

Erick Rianelli e Pedro Figueiredo solicitaram um quarto de casal e receberam camas de solteiro. A troca só foi feita depois que a polícia foi envolvida

Por Redação - Atualizado em 9 dez 2019, 16h26 - Publicado em 9 dez 2019, 11h57

Os repórteres da TV Globo Erick Rianelli e Pedro Figueiredo relataram por meio do Twitter terem sido vítimas de homofobia no hotel Iberostar, na Praia do Forte, na Bahia. Segundo as publicações, a dupla solicitou um quarto de casal, mas foi recebida com duas camas de solteiro.

Ao solicitarem a troca, o hotel teria se negado a atender ao pedido, e só acataram a solicitação quando o casal ameaçou chamar a polícia. “Você sai de férias para e relaxar mas é [vítima] de homofobia logo depois do check in”, lamentou Rianelli em seu perfil na rede. Pedro classificou o episódio como “a homofobia de cada dia”.

O casal oficializou a união em maio do ano passado. Procurados pela reportagem, o Iberostar lamentou o ocorrido: “Somos uma empresa familiar e incentivamos a igualdade para todas as pessoas. Não toleramos qualquer tipo de discriminação.” declarou um representante. “Lamentamos profundamente a situação ocorrida, que, felizmente, foi resolvida. Nossos hóspedes estão aproveitando a estadia.”

Publicidade