Clique e assine a partir de 9,90/mês

Renato Aragão sobre Saltimbancos: ‘minha nova estreia no cinema’

Em vídeo, humorista comemora versão atualizada de clássico dos anos 1980

Por Da Redação - Atualizado em 10 dez 2018, 10h14 - Publicado em 6 jan 2017, 16h05

Os Saltimbancos Trapalhões: Rumo a Hollywood marca a volta de Renato Aragão e seu célebre Didi Mocó às telas do cinema. Sob a direção de João Daniel Tikhomiroff, o filme é uma versão atualizada do clássico Os Saltimbancos Trapalhões (1981), que em 2015 entrou na lista da Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine) como um dos 100 melhores filmes brasileiros de todos os tempos.

Empolgado com o trabalho, Renato diz que o filme representa uma nova fase em sua carreira no cinema. “É o mesmo Didi de sempre, mas numa versão ‘Didi Mocation’, um Didi americano”, brinca. Na história, Didi é o “faz-tudo” de uma trupe circense que quer impedir que o dono, Barão (Roberto Guilherme), o venda para Satã (Marcos Frota). Com a ajuda da filha do chefe, Karina (Leticia Colin), ele inventa um espetáculo em que os artistas interpretam os animais.

A trama se inicia com um sonho – no sentido literal da palavra – do personagem colhendo os louros da glória em Hollywood. “Tem até o Didi andando de limusine. Não combina, né? Mas tem”, adianta Renato.

A produção também traz de volta Dedé Santana, o outro remanescente do grupo cômico Os Trapalhões, com quem Renato não contracena desde 1999, quando estrelaram O Trapalhão e a Luz Azul. A icônica trilha sonora de Chico Buarque, criada para o musical infantil Os Saltimbancos (1977) pontua toda a produção. O longa está previsto para 19 de janeiro.

Continua após a publicidade

Confira abaixo o vídeo com Renato Aragão.

Publicidade