Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Record terá que indenizar participante de reality em R$ 150 000

Alexey Magnavita moveu processo contra a emissora por erros na contabilização de pontos na final de 'Amazônia', exibido em 2012

O reality show Amazônia, exibido pela Record em 2012, ainda é motivo para controvérsia. A emissora foi condenada a pagar uma indenização no valor de 150 000 reais ao escritor e filósofo Alexey Magnavita, que participou do programa e apontou um erro em sua final, que consistiu em um jogo de perguntas e respostas. Segundo seu advogado, Maurício Jalil, a pontuação do piloto Tarso Marques foi computada de maneira errada na época, levando-o à disputa pelo prêmio de 500 000 reais, que ele acabou vencendo.

Leia também:

Alexey Magnavita: “Fui enganado em rede nacional”

Se estivesse correta, a pontuação de Marques seria a mesma de Magnavita e eles teriam que participar de uma prova de desempate, para que ficasse decidido qual deles iria à final contra o surfista Picuruta Salazar, que estava em primeiro lugar. Com o erro, Marques seguiu na competição e Magnavita foi desclassificado, perdendo a chance de brigar pelo prêmio de 500 000 reais. Além disso, uma resposta dada por Marques durante o episódio foi considerada correta, apesar de estar equivocada.

Com a decisão, tomada em segunda instância pelo Tribunal de Justiça de São Paulo, a Record terá que pagar a Magnavita 125 000 reais pela perda do prêmio e 25 000 por danos morais, valores que ainda devem sofrer correção monetária a partir da data do processo, de 2012. A emissora ainda pode recorrer da decisão. Procurada, a Record afirmou que não comenta decisões judiciais.

(Da redação)