Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Produtora de Harvey Weinstein é vendida por US$ 289 milhões

Empresa entrou em falência depois que o americano foi acusado de assédio e abuso sexual por dezenas de mulheres

The Weinstein Company, o estúdio de cinema cofundado por Harvey Weinstein que entrou em falência após as dezenas de acusações de assédio e abuso sexual contra o produtor, ficou nesta segunda-feira oficialmente sob o controle do fundo de investimentos Lantern Capital. A empresa foi vendida por 289 milhões de dólares.

Depois de que foram fechados os últimos detalhes na semana passada, a operação foi validada nesta segunda-feira por um juiz do tribunal de falências do estado de Delaware, Estados Unidos.

O conselho de administração do estúdio de Nova York, fundado por Harvey Weinstein e seu irmão Bob em 2005, confirmou na quinta-feira a renúncia de quatro de seus cinco membros – incluindo Bob, o então presidente – e a saída de vinte funcionários.

Vários nomes de Hollywood como Quentin Tarantino, Meryl Streep e George Clooney chegaram a assinar uma moção para atrasar a venda, argumentando que o estúdio lhes devia dinheiro e que não haviam chegado a nenhum acordo com os compradores. A lista de credores que esperam uma compensação do estúdio inclui também, entre outros, as vítimas dos abusos sexuais de Weinstein.