Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Policiais de Miami pedem boicote ao show de Beyoncé

Oficiais não gostaram das mensagens políticas do clipe ‘Formation’ e do show da cantora no Super Bowl

O sindicato de policiais de Miami, nos Estados Unidos, quer boicotar o show de Beyoncé na cidade, no dia 26 de abril. A ação é uma resposta ao clipe de Formation e ao show da cantora durante o último Super Bowl, nos quais ela exaltou a sua herança negra e expôs preconceitos sofridos pelos negros no país, especialmente em confronto com autoridades. Segundo o jornal The Guardian, Javier Ortiz, presidente do Miami Fraternal Order of Police, que representa 1.100 policiais, emitiu uma declaração dizendo que a esposa de Jay Z busca “dividir os americanos, promovendo os Panteras Negras, e as suas ideias contrárias à polícia, e assim mostra como ela não apoia as leis”.

LEIA TAMBÉM:

Beyoncé e Bruno Mars ofuscam Coldplay no Super Bowl

Beyoncé lança novo single. Assista ao clipe

​Beyoncé participa de novo clipe do Coldplay. Assista

O presidente do sindicato disse que se recusou a assistir à apresentação de Beyoncé no intervalo do Super Bowl, mas que viu, sem querer na televisão, o novo clipe da cantora. Ortiz quer que o protesto não se limite à cidade de Miami. “Pedimos a todas as organizações trabalhistas dos profissionais da lei para se juntarem ao boicote a todos os seus concertos”, declarou.

A Associação de Sargentos de Nova York manifestou apoio à ação. “Os aplicadores da lei de todo o país precisam dizer que não somos bandidos e ela tem de parar de retratar-nos como os vilões”, afirmou o presidente da organização, Ed Mullins, à emissora de TV New York Pix 11. Enquanto isso, o departamento de polícia de Miami declarou ao The Guardian que a fala do presidente do sindicato não representa ações oficiais. “Neste momento, o presidente do sindicato tem o direito de dizer o que ele quiser, mas isso nem sempre se traduz em realidade”, declarou um porta-voz.

Confira abaixo o clipe de Formation, e o show de Beyoncé no Super Bowl, ao lado de Bruno Mars e Coldplay: