Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Polícia de Beverly Hills investiga Weinstein e Toback

Quase 60 mulheres, incluindo estrelas como Gwyneth Paltrow, Angelina Jolie e Mira Sorvino, acusaram Weinstein de abuso sexual e assédio

Por Da redação - 1 nov 2017, 12h01

A polícia de Beverly Hills informou que investiga “múltiplas queixas” contra o produtor Harvey Weinstein, que caiu em desgraça após a avalanche de acusações de abuso sexual, e o diretor James Toback, que também é alvo de denúncias de assédio.

As acusações contra Weinstein publicadas no mês passado pelo jornal The New York Times e pela revista The New Yorker estimularam outras pessoas, o que provocou uma série de denúncias de agressões sexuais contra duas importantes figuras de Hollywood.

O comunicado da polícia não revela detalhes sobre as “queixas” e indica que no momento não serão divulgadas informações adicionais.

Quase 60 mulheres, incluindo estrelas como Gwyneth Paltrow, Angelina Jolie e Mira Sorvino, acusaram Weinstein de abuso sexual e assédio. Também foram apresentadas denúncias de estupro. Ele nega qualquer ato não consensual.

Publicidade

O jornal Los Angeles Times entrevistou 38 mulheres que acusaram Toback de encontros sexuais não desejados. A publicação informou que recebeu e-mails e ligações de outras 200 após a publicação da reportagem.

Assim como Weinstein, Toback nega as acusações.

(Com agência France-Presse)

Publicidade