Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Pintura de Mark Rothko recebe US$ 86,9 mi em leilão

Uma pintura de Mark Rothko se converteu nesta terça-feira na obra de arte contemporânea mais cara do planeta ao ser arrematada por 86,9 milhões de dólares em um leilão da casa Christie’s em Nova York.

“Orange, red, yellow” superou o recorde do próprio artista russo-americano (US$ 72,84 mi), em uma jornada que totalizou 388,5 milhões de dólares em vendas, o maior valor já atingido em um leilão de arte contemporânea desde 2007, destacou a Christie’s.

Entre as obras leiloadas nesta terça-feira está “FC1”, de Yves Klein, que representa os contornos de dois personagens nus através de uma técnica que utiliza pintura, água e fogo. O trabalho obteve 36,5 milhões de dólares, abaixo da estimativa de 40 milhões.

O último preço recorde para um Klein era de 23,6 milhões de dólares.

“Abstraktes Bild”, de Gerhard Richter, foi a obra mais disputada no leilão, e superou facilmente a estimativa de 18 milhões de dólares para ser arrematada por 21,8 milhões.