Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Pharrell e Thicke vão recorrer da condenação por plágio em ‘Blurred Lines’

O advogado dos músicos, Howard King, garantiu que eles escreveram a canção 'com seus corações e almas' e não tiveram nenhuma outra fonte de inspiração

Condenados nesta terça-feira a pagar 7,3 milhões de dólares (cerca de 22,8 milhões de reais) à família do músico Marvin Gaye por violação de direitos autorais na canção Blurred Lines, Pharrell Williams e Robin Thicke vão recorrer da decisão, garantiu o advogado dos músicos, Howard King. “Meus clientes sabem que escreveram Blurred Lines com seus corações e almas e não tiveram nenhuma outra fonte de inspiração”, disse ao canal americano Fox Business Network.

LEIA TAMBÉM:

Pharrell se inspirou em Miley para escrever ‘Blurred Lines’

Hit ‘Blurred Lines’, de Pharrell e Thicke, rendeu mais de R$ 47 mi

Pharrell e Thicke foram acusados pela família de Gaye de plagiar a música Got to Give It Up, lançada por ele em 1977. “Nós vamos recorrer de todas as formas possíveis para garantir que esse veredicto não seja mantido”, disse King. O advogado também afirmou que, se ele fizesse o seu trabalho direito, a família de Gaye não veria nenhum centavo dos 7,4 milhões de dólares.

Na última semana, os músicos foram ao tribunal se defender das acusações. Pharrell afirmou que trabalhava com Miley Cyrus na época em que compunha Blurred Lines e que a cantora havia sido a verdadeira inspiração para o trabalho. Por mais de uma hora, o cantor descreveu seu processo criativo e como ele chegou a Blurred Lines. Ele admitiu que as duas canções se parecem, mas que Got to Give It Up nunca passou pela sua cabeça durante seu processo de criação. “Eu devo ter canalizado aquela sensação do final dos anos 1970”, disse ele.

Em audiência anterior, Thicke, que recebe créditos pela música, havia afirmado que ele estava “bêbado” e que 75% da canção já estava pronta quando ele se envolveu com o projeto. Para mostrar que músicas podem se parecer melodicamente sem ser cópia uma da outra, Thicke tocou ao piano músicas dos Beatles, U2 e Bob Marley.

A música Blurred Lines rendeu mais de 16 milhões de dólares (cerca de 47 milhões de reais). Thicke e Pharrell receberam, cada, 5 milhões de dólares, enquanto o rapper TI, que participa da canção, ficou com 700 000 dólares. A família de Gaye pedia inicialmente 40 milhões de dólares de indenização pelo uso indevido e sem autorização da música.

Ouça abaixo as duas canções, Blurred Lines e Got to Give It Up.


(Da redação)