Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Paula Fernandes: Minha música é universal, já meu figurino…

No lançamento do CD e DVD 'Encontros pelo Caminho' em São Paulo, trabalho que reúne duetos da cantora com nomes que vão de Chitãozinho & Xororó a Frank Sinatra, cantora mineira fala de seu gosto por diferentes estilos sonoros e de sua identidade única no guarda-roupa

Paula Fernandes é uma das principais vozes do novo sertanejo. Desde o álbum de estreia, Canções do Vento Sul, de 2005, sua carreira soma dois discos de ouro e um de diamante – são mais de 2 milhões de cópias vendidas apenas de seu último trabalho ao vivo, Paula Fernandes: Um Ser Amor (2013). Música sertaneja não é, no entanto, o único gênero que atrai a mineira de Sete Lagoas, que sempre procurou enveredar por estilos diferentes, realizando parcerias variadas. Esse ecletismo é o que a cantora busca mostrar em Encontros pelo Caminho, que reúne 21 duetos – dois deles inéditos – realizados dentro e fora o palco nos últimos anos. O trabalho, que sai agora em CD e DVD, foi apresentado à imprensa no fim da tarde desta terça-feira, em São Paulo.

“A minha música não tem fronteiras. Tenho uma raiz forte no sertanejo, mas meu estilo eu não gosto de rotular, sou uma representante da música popular brasileira”, disse Paula Fernandes em entrevista ao site de VEJA, no evento. Entre os parceiros do novo álbum, há o crooner americano Michael Bolton, em uma versão com ritmo de samba de Somewhere Over The Rainbow, o colombiano Juanes, com quem canta o hit Hoy Me Voy, do próprio, Dominguinhos, com quem gravou Caminhoneiro em 2010, e Hebe Camargo, com quem cantou Tocando em Frente em 2011. Há ainda o “parceiro” Frank Sinatra, com quem, graças à tecnologia, Paula canta Brazil, sucesso do cantor em 1958, em uma faixa feita para o centenário do cantor, a pedido de sua família. E, como não podia deixar de ser, Encontros pelo Caminho traz sertanejos, de Almir Sater a Michel Teló, passando por Leonardo e Zezé Di Camargo.

LEIA TAMBÉM:

Paula Fernandes lança DVD e esgota ingressos no exterior

Novo CD de Paula Fernandes estreia no Top 10 do iTunes

Alguns encontros, os mais desafiadores, segundo a cantora, exigiram dela a composição de uma versão em português das letras originais. “Elas já são lindas e você tem que fazer uma versão que seja honesta”, contou Paula, que já havia abrasileirado a faixa Long Live, de Taylor Swift, em 2012, e, para o novo projeto, realizou um dueto – e um sonho – ao lado de Shania Twain, ao regravar o hit You’re Still the One. “Quando a gente se encontrou em Las Vegas, eu me arrepiei toda, deu aquele frio na espinha.”

Figurinos únicos – Além da música, Paula Fernandes também é conhecida por desfilar os mais variados e excêntricos figurinos sobre o palco durante as suas apresentações, que ela diz terem uma “forte carga cênica”. “É uma fantasia, um momento em que eu estou me realizando até como atriz. Alguns modelos são específicos para o show e você não os encontra na loja da esquina”, afirmou Paula, que diz expressar a sua personalidade nos trajes. Os mais ousados e chamativos já chegaram a ser motivo de piada e comentários nas redes sociais, onde foram comparados a bolos. Nada que incomode a mineira, ela jura. “Não dá para agradar a todo mundo. Muita gente está me conhecendo agora, então é uma questão de tempo para elas encararem que eu sou uma pessoa comum, tenho os meus gostos e vontades e em cima do palco sou uma artista”, disse. “Mas no dia a dia sou bem básica para me vestir. Particularmente, gosto de me vestir para sair feliz de casa.”

Encontros pelo Caminho foi lançado nesta terça-feira, tanto em formato digital, como físico, com uma tiragem de 200.000 cópias, divididas meio a meio em CD e DVD. A edição em vídeo tem 17 faixas e exibe as apresentações ao vivo e os clipes feitos em parcerias com os músicos que compõem o projeto. Entre as inéditas, estão Depois, gravada com a dupla Victor & Leo, e Pegando Lágrimas, que recebe o reforço de Chitãozinho e Xororó.