Clique e assine a partir de 9,90/mês

Paul McCartney relembra morte de John Lennon: ‘Horrível’

Músico compara comoção causada pelo assassinato do ex-Beatle com o caso do presidente americano John F. Kennedy

Por Da Redação - 9 dez 2014, 08h34

O ex-beatle Paul McCartney revelou durante entrevista ao programa de TV britânico The Jonathan Ross Show, no canal ITV, como foi avisado sobre a morte do ex-colega de banda John Lennon, assassinado em Nova York há exatos 34 anos.

“Eu estava em casa e recebi um telefonema. Era de manhã e foi horrível. Eu não conseguia acreditar. Por alguns dias, não conseguia pensar que ele havia partido. Foi um grande choque”, diz o músico. “Foi muito difícil. Foi difícil para todos. Acho que impactou a vida de muitas pessoas, assim como a morte de Kennedy”, compara McCartney com o assassinato do presidente americano John F. Kennedy, em 1963.

Leia também:

Paul McCartney em SP: três horas em três minutos ​

Continua após a publicidade

Após 40 anos, música inédita de McCartney é revelada

McCartney também falou sobre a tristeza que sentiu ao saber que não veria mais o amigo e seus pensamentos sobre o assassino. “Foi muito triste pensar que não o veria mais, que não saíriamos juntos. E, para mim, o rapaz que o matou é o idiota dos idiotas. Ele nem tinha um motivo político. Era apenas um cara aleatório, apenas um idiota”, diz o músico.

Leia também:

Cartas do assassino de John Lennon vão a leilão ​

Continua após a publicidade

Yoko Ono agradece Paul McCartney por dizer que ela não separou os Beatles

Publicidade