Clique e assine a partir de 9,90/mês

Paul McCartney em SP: vendas abertas começam na quinta

Pré-venda para clientes do patrocinador está esgotada em todos os setores

Por Da Redação - 20 Oct 2010, 10h14

Terminou nesta quarta-feira a pré-venda de ingressos para o segundo show do cantor Paul McCartney no estádio do Morumbi, em São Paulo, no dia 22 de novembro. Essa etapa era destinada apenas a clientes do Bradesco, patrocinador do evento. Por volta das 13 horas, todos os setores já estavam esgotados. A pista VIP, mais cara, se esgotou em menos de uma hora a partir do início das vendas.

A venda dos cerca de 35.000 ingressos restantes para o público geral será aberta na quinta-feira, a partir das 8 horas. Será possível comprar ingressos pela internet, por telefone (4003-3222) ou nas bilheterias do estádio do Pacaembu – onde fãs estão acampados desde a noite de terça, aguardando a entrega de senhas para a compra dos ingressos.

Na internet, o limite de compra é de seis ingressos a cada CPF colocado no sistema. Os ingressos para o primeiro show do cantor na capital paulista, no dia 21, estão esgotados. Houve confusão na compra nas bilheterias do Pacaembu. A polícia deteve cambistas que tentavam burlar o limite de compra de seis ingressos por pessoa.

Na turnê Up and Coming, o ex-beatle se apresenta durante cerca de três horas. Paul McCartney desembarca no Brasil no dia 7 de novembro, em Porto Alegre, no estádio Beira Rio. Na capital gaúcha os ingressos estão esgotados.

Continua após a publicidade

Cadeira coberta vermelha: R$ 450

Cadeira coberta laranja: R$ 400

Cadeira premium laranha: R$ 450

Cadeira premum azul e coberta azul: R$ 450

Continua após a publicidade

Arquibancada especial vermelha: R$ 180

Arquibancada vermelha e azul: R$ 160

Arquibancada laranja: R$ 140

Pagamento na bilheteria – cartão de crédito, débito ou dinheiro

Continua após a publicidade

Pagamento no site ou telefone – cartão de crédito

Para compras pelo site será cobrada taxa de conveniência de 16%

Para compras pela televendas será cobrada taxa de conveniência de 20%

Publicidade