Clique e assine a partir de 9,90/mês

Para família, Wando terá de rever estilo de vida

Mulher e filha do cantor dizem que, embora não fuma nem beba, cantor é sedentário e tem predisposição genética a doenças cardíacas

Por Da Redação - 31 jan 2012, 16h46

A família do cantor Wando divulgou no início da tarde desta terça-feira um comunicado no qual afirma que ele terá de “rever seu estilo de vida”. A filha de Wando, Gabrielle Burcci, e a mulher, Renata Costa Lana e Souza, explicam que, embora o cantor não fume, beba ou seja diabético, ele é sendentário e tem predisposição genética para doenças cardíacas. O pai e o irmão de Wando morreram em decorrência de problemas do coração.

“Gostaríamos de agradecer a todas as manifestações de preocupação e carinho de amigos e fãs para com nosso querido Wando. Estivemos passando por momentos muito difíceis e cruciais, mas sabemos que estamos agora em um melhor caminho. Apesar da gravidade do caso, sua melhora tem sido evidente e gradual”, diz a família na nota. “Acreditamos que o fator hereditário e a correria cotidiana contribuíram de forma importante para o que aconteceu. Sabemos que, de agora em diante, temos uma batalha a travar mesmo fora do hospital. Apesar de o Wando não beber, fumar ou ser diabético, entendemos que ele terá que rever seu estilo de vida, em prol de si mesmo e de todos aqueles que tanto amam.Continuamos contando com o afeto e a oração de todos.”

Wando está internado desde o dia 27 no centro de tratamento intensivo (CTI) do hospital Biocor, em Nova Lima, região metropolitana de Belo Horizonte. Ele passou por uma angioplastia coronária — procedimento médico usado para desobstruir uma artéria no coração. Sedado, o cantor respira com a ajuda de aparelhos e não tem previsão de alta.

Nascido Wanderley Alves dos Reis, em Cajuri (MG), Wando iniciou sua carreira de cantor em 1969. Um de seus maiores sucessos é a música brega Fogo e Paixão, lançada em 1988.

Publicidade